Petrobrás

RIO GRANDE: SINDICATO IMPEDE QUE QUE PLATAFORMAS MARÍTIMAS SEJAM VENDIDAS COMO SUCATA

VITÓRIA DOS TRABALHADORES E DAS TRABALHADORAS DO PÓLO NAVAL!

Tentativa de sucateamento foi orientação da própria Petrobras e de Temer, depois de se recusar a pagar até mesmo por Plataformas já contratadas. Milhares de trabalhadores do Pólo Naval de Rio Grande perderam seus empregos. Também milhares de trabalhadores em muitos lugares do Estado do RS, também perderam seus empregos, por que trabalhavam em empresas que produziam peças e equipamentos para o Pólo Naval e para as Plataformas, dentro da obrigação que Lula garantiu, de que no mínimo 40% das peças e equipamentos fossem de conteúdo Nacional. Pois Temer e Pedro Parente, Presidente golpista da Petrobras, resolveram transformar materiais, equipamentos e até plataforma quase concluída em…sucata. E adivinha quem ia comprar a tal “sucata”? Empresas como a Gerdau e outras, que venderam o mesmo material novo. Ou seja, além da destruição do Pólo Naval, tem gente que ganha duas vezes nesta mega maracutaia que estão fazendo contra o Brasil Mas aí vem uma notícia boa: Uma ação do Sindicato dos Metalúrgicos de Rio Grande conseguiu conter  os sucateadores de elite que já estavam desmontando e “moendo” estruturas que eram para ser Plataformas Marítimas de Petróleo. O Brasil entrega o Petróleo as grande multinacionais e os brasileiros sofrem com o desemprego. Parabéns ao Halley Lino Souza, a assessoria jurídica e principalmente ao Sindicato, que entrou com esta ação. 

VITÓRIA DOS TRABALHADORES E DAS TRABALHADORAS DO PÓLO NAVAL!

O Sindicato dos Metalúrgicos RG​ através do sua assessoria jurídica Lindenmeyer Advocacia & Associados apresentou petição nos autos do processo 1.16002010-0 que trata da recuperação judicial da ECOVIX CONSTRUÇÕES OCEÂNICAS S/A, onde obteve a seguinte vitória:
“…INTIMEM-SE AS RECUPERADAS PARA PARALISAR QUALQUER ATO DE DESMONTE OU SEPARAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA VENDA COMO SUCATA ATÉ A EFETIVA VERIFICAÇÃO PELA ADMINISTRADORA JUDICIAL DA PROPRIEDADE DOS BENS E CONSEQUENTE LEGALIDADE DE ALIENAÇÃO, BEM COMO APRECIAÇÃO POR ESTE JUIZO…”

Ação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s