Uncategorized

Hoje, defender o Estado Democrático de Direito é um ato revolucionário

Por Daniel Samam no 247

O Judiciário, o MP e a grande Mídia passaram de todos os limites ao desqualificar a política e lincharem os parlamentares e ex-governadores presos, mostrando imagens das celas em que estão e relatando casos do dia a dia na prisão.

Lamentável ver setores e militância dos partidos de esquerda – todos – que, afetados pelo moralismo dos mais abjetos e por uma irresponsabilidade sem precedentes, mordem a isca, batem palma, comemoram e, com isso, chancelam o Estado de exceção imposto pelo Judiciário, numa ilusão de que só seus adversários políticos estão sendo derrotados. Ledo engano. Na verdade, é o Estado Democrático de Direito quem está sofrendo um golpe de morte.

O discurso de combate à corrupção é um “cavalo de Troia”, cuja finalidade é atropelar a legalidade, rasgar a Constituição e desmontar o Estado brasileiro. O Estado do Rio é o maior exemplo disso, vide o rastro de destruição deixado pela Lava Jato.

A partir daí, o objetivo do conluio fascista é fazer o povo crer que a política seja atividade política. Com isso, é criado o caldo de Cultura para inviabilizar a candidatura de Lula, prendê-lo e destruir o PT.

Agora, temos que lutar pela legalidade, caso contrário, alimentamos e favorecemos o Estado Golpista em que vivemos. Não devemos atirar no próprio pé e nos enfraquecer cada vez mais.

Hoje, lutar pela legalidade e pelo Estado Democrático de Direito é uma atitude revolucionária! Fora da legalidade e do Estado Democrático de Direito, só resta o arbítrio e a barbárie.

Ou a classe política – principalmente, a esquerda e o campo progressista – reage aos desmandos dos fascistas de toga, ou o Estado do Rio será o primeiro a sofrer uma intervenção federal do Judiciário e ser o laboratório da ditadura de toga no Brasil.

Um pensamento sobre “Hoje, defender o Estado Democrático de Direito é um ato revolucionário

  1. Perfeita sua análise. É outros dos tantos pontos kafkianos que enfrentamos ao longo do golpe midiático-parlamentar. Ainda assim, deve prevalecer que o poder emana do povo e que a ele deve voltar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s