Porto Alegre

Marchezan quer por cercas fixas em torno do Paço Municipal para restringir acesso do povo

paço Municipal

O prefeito Nelson Marchezan Jr. confirmou a existência do projeto, que tem o objetivo, segundo ele, de restringir o acesso para resguardar itens de valor existentes dentro da prefeitura. No entanto, ele não deu detalhes sobre as alterações previstas para o local. “Ali dentro a gente tem um patrimônio público de obras de arte, muitos quadros, várias exposições. Não sei como está andando, mas tem um projeto de melhorar o controle da entrada, saída e permanência lá dentro. Até para poder ter visitas orientadas etc.”, afirmou.

Os recentes episódios de vandalismo contra o prédio também inspiram uma maior proteção. O prefeito descarta a colocação de vidros à prova de balas nas janelas. O que se fala na prefeitura é sobre a instalação de itens de controle de acesso, como portal detector de metais, catraca e vidro blindex (tipo o dos bancos), tudo junto à entrada.

Ao mesmo tempo, uma ideia de Marchezan é retirar a cerca em torno da fonte Talavera. Ele revelou a proposta ao jornalista André Machado, do Grupo Bandeirantes. O prefeito concorda que as grades que separam a fonte da população tornam a praça mais feia.

A fonte foi cercada, em 2008, com uma grade de 2m de altura, maior do que a existente anteriormente. A medida foi tomada por causa da quebra da bacia da fonte, em 2005, durante protesto de carroceiros. Foi instalada uma nova bacia, fabricada pelo ateliê espanhol Artesania Talaverana, o mesmo que produziu a original. Esta, quebrada, está guardada na prefeitura.

Apoio do setor artístico

Dificultar a entrada de pessoas não tão bem-vindas ao Paço é uma medida apoiada pelo diretor do Acervo Artístico do município, Flávio Krawczyk, que administra as pinacotecas Rubem Berta e Aldo Locatelli – esta situada no prédio da prefeitura. Ele confirma que há obras de valor no local que precisam ser resguardadas. “O espaço da pinacoteca tem sensores de presença. Mas com certeza tem que melhorar. Não somente pela pinacoteca, mas também pelo prefeito, que fica ali”, disse.

Os relatos de furtos no Paço vão desde rolos de papel higiênico até celulares e notebooks. Obras de arte, até hoje não há notícia de que tenham sumido. É preciso garantir que nunca aconteça.

Do Blog Porto Imagem com informações do Jornal Metro – Porto Alegre, 29/12/2017

Um pensamento sobre “Marchezan quer por cercas fixas em torno do Paço Municipal para restringir acesso do povo

  1. Pingback: Marchezan quer por cercas fixas em torno do Paço Municipal para restringir acesso do povo | Luíz Müller Blog | BRASIL S.A

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s