privatização/Uncategorized

PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS – Xadrez de mais um Crime Contra o Povo Brasileiro

O governo federal está se mostrando cada vez mais refém de um sistema financeiro sem escrúpulos e desrespeitoso com as regras democráticas do Brasil. Fazem de tudo para forçar seus intentos de colocar a mão na maior empresa do setor elétrico da América Latina: a Eletrobras e suas subsidiárias.

O povo brasileiro já não suporta mais aumento nas contas dos serviços básicos. O fornecimento de energia elétrica para a população é um dos serviços que serão afetados com a privatização caso não consigamos resistir!

Em países vizinhos como a Argentina, o povo sofre com o neolilberalismo e financeirismo dando as cartas no fornecimento de energia elétrica. São realizados cortes diários, a inadimplência aumentou juntamente com o descontentamento com um governo eleito mas que está a serviço do capital e não do povo que o colocou lá.

Do lado de cá, ao lado do povo brasileiro e ao lado do proletariado (palavra cada vez mais atual), estão os sindicatos como das poucas instituições capazes de fazer frente ao avanço neoliberal (não é à toa que enfraqueceram os sindicatos com o desmonte da CLT). Estas entidades estão lutando diariamente contra o processo de privatização da Eletrobras em um jogo de xadrez interminável.

Do lado de lá do balcão, os gráficos da bolsa de valores são quase tratados como um jogo de videogame, onde os jogadores (investidores) vibram com cada pouco que ganham. Para ganharem, quebram as regras existentes no país, colocando em xeque a democracia dia após dia em uma sequência de estupros.

Foi para isso que alteraram o resultado da eleição de 2016, retirando do poder executivo a presidenta Dilma Rousseff, sem ter cometido nenhum crime. Na sequência, já no governo golpista, nomearam para os principais cargos nas estatais (Eletrobras, Petrobras, Correios) pessoas nomeadas pelo candidato perdedor das eleições de 2014. Estes, passaram a ditar regras e comandar as empresas, travando os avanços que estavam em curso.

Os efeitos podem ser catastróficos a médio prazo. A falta de investimento e tentativa de sucateamento das empersas estatais, promovidos pelo governo golpista neste curto espaço de tempo, pode trazer racionamento e até apagão novamente.

Já se pode fazer comparações entre as gestões do PT e a gestão golpista, são gritantes. Enquanto a gestão petista buscava desenvolver as empresas, investir no setor e fortalecer o sistema elétrico, a gestão golpista trata de entregar a todo custo as empresas para o mercado financeiro, sem se importar com o povo que já sofre com a precariedade do trabalho pós desmonte da CLT.

Na sexta-feira (19/1), o governo golpista tentará alterar os estatutos sociais das empresas Chesf e Eletrosul. Dentre as várias alterações propostas, há algumas em destaque: aos conselhos de administração serão dados plenos poderes para inclusive vender e acabar com as empresas. Esta alteração, passa inclusive por cima do congresso nacional que hoje é a única instância de poder que poderia realizar alterações nas estatais.

Enquanto isso, os surfistas do mercado financeiro vão lucrando em um processo sem freio onde a ganância é o principal valor.

Abaixo, uma síntese da luta dos trabalhadores neste momento difícil da nossa história:

“O diretor do Sindicato dos Urbanitários de Pernambuco, José Hollanda, disse na segunda (15/1) que vai tentar suspender ou anular a assembleia geral extraordinária da Chesf, marcada o próximo dia 19 de janeiro de 2018. Os servidores alegam que a reunião visa retira a autonomia e esvaziar a Chesf, centralizando o poder na Eletrobras, dentro da estratégia geral de privatização do sistema Eletrobras.

As entidades farão, na porta de Chesf, no dia 19 de janeiro, uma assembleia de protesto contra a AGE que altera o estatuto.

“As entidades sindicais e os acionistas minoritários estão notificando a Chesf da ilegalidade de tal AGE e se farão um protesto formal no início da Assembleia e, se efetivada a Assembleia, entrarão na Justiça com uma ação para anular e suspender seus efeitos”, disse Hollanda. (fonte: Blog de Jamildo)

 

http://www.fnucut.org.br/funcionarios-da-chesf-temem-agora-retirada-total-da-autonomia-da-estatal/

Um pensamento sobre “PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS – Xadrez de mais um Crime Contra o Povo Brasileiro

  1. Pingback: PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS – Xadrez de mais um Crime Contra o Povo Brasileiro — Luíz Müller Blog | O LADO ESCURO DA LUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s