Brasil/economia

Financial Times chama Brasil de “morto-vivo” e desmente recuperação da economia

Enquanto a mídia brasileira alardeia uma “recuperação” da economia que existe só na cabeça dos marqueteiros de Temer, o site do jornal britânico Financial Times avaliou, nesta segunda-feira, 5, que a economia brasileira passou de “zumbi” a “walking dead” (morto vivo).

“Antes de comemorar o renascimento do zumbi econômico para uma economia de alto crescimento, vale a pena analisar algumas das distorções ilustradas na pesquisa. Elas sugerem que ainda há um mal-estar profundo no coração da economia brasileira”, disse o jornal.

Uma amostra seria o alto pagamento pelos brasileiros de bens de consumo e serviços, um fator que aumenta a desigualdade e os custos na economia.

Como exemplo, o periódico citou que um Toyota Corolla produzido no Brasil custa mais de US$ 45 mil, enquanto no México, que também produz o veículo, o preço é pouco acima de US$ 30 mil e, nos Estados Unidos, US$ 20 mil.

Outra distorção dos preços brasileiros citado pelo FT inclui os serviços de voz móveis, que, no Brasil, devido à privataria tucana, são quase duas vezes mais caros por minuto do que na Argentina e oito vezes as taxas dos EUA.

Do Blog da Cidadania

2 pensamentos sobre “Financial Times chama Brasil de “morto-vivo” e desmente recuperação da economia

  1. Republicou isso em Gustavo Hortae comentado:
    Não são mais milhões de Moro. Não são mais milhões de Aécio. Não são mais milhões de Cunha. Não são mais milhões de porra nenhuma, mesmo que alguns ainda sejam milhões de boçalnaro. Para estes que eram milhões de alguma coisa virou tudo “farinha do mesmo saco”.
    É claro que pode ser tudo farinha. Mas são de sacos diferentes, são de qualidades diferentes.

    100 MIL ANOS ATRÁS

    https://gustavohorta.wordpress.com/2018/03/05/100-mil-anos-atras/

    Eu nasci há pouco mais de 100 mil anos atrás.Dez mil a mais, dez mil a menos cento e poucos mil… Que diferença faz?Já fui banguelo, ja fui barbudo, cabeludo. Já fui branco. Originalmente preto. Depois amarelo, vermelho, branco. Pardo, mestiço, caboclo, cafuzo, “afro-americano”.Já fui ocidental, já fui asiático.Você já fui índio, já fui cantor, já fui…

    https://dinamicaglobal.wordpress.com/2018/03/05/a-receita-de-um-pais-para-poucos-a-servico-de-estrangeiros/

    Curtir

  2. Pingback: Financial Times chama Brasil de “morto-vivo” e desmente recuperação da economia | Gustavo Horta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s