Congresso do Povo

Congresso do Povo Brasileiro inicia atividades no Rio de Janeiro

Objetivo do Congresso é convocar a população a debater os problemas do país e a lutar para construir soluções

Mariana Pitasse no Brasil de Fato

No último final de semana, seminário reuniu pessoas para serem organizadores do projeto em todo o estado - Créditos: Rodrigo Marcelino
No último final de semana, seminário reuniu pessoas para serem organizadores do projeto em todo o estado / Rodrigo Marcelino

Já tiveram início as atividades que compõem a construção do Congresso do Povo Brasileiro em diversas cidades do país. No Rio de Janeiro, no último final de semana, um seminário reuniu pessoas para serem organizadores do projeto no estado; a iniciativa é inédita no país e tem como objetivo convocar a população para debater os problemas e pensar soluções diante da atual configuração política.

De acordo com Rafael Kritski, da Frente Brasil Popular (FBP), o objetivo é construir um projeto popular para o Brasil. Nesse sentido, é necessário ouvir o que as pessoas têm a dizer em cada localidade para debater o que vem pela frente.

“A ideia é estar nos bairros, nas praças, nas igrejas, convocando o povo para debater quais são os problemas, as soluções e como lutar por elas. Fugir um pouco da política eleitoreira e, de fato, ouvir o que as pessoas estão tendo como percepção do que está acontecendo no Brasil”, explica.

Como destaca Rafael, o congresso terá diversas etapas, desde de organizações de bairro e encontros nas cidades e estados até chegar à etapa nacional, que deve acontecer no final de julho, reunindo propostas e participantes de todo o Brasil no Rio de Janeiro.

Para Caíque Tibiriçá, do PCdoB, partido que também compõe Frente Brasil Popular, a melhor resposta contra os ataques à democracia e à retirada de direitos é aumentar a organização do povo.

“Nos municípios estamos desenvolvendo as atividades por bairros, descentralizando o máximo possível, para chegar ao povo mesmo através das igrejas, das religiões diferenciadas, dos círculos dos artistas e da cultura. A chave é saber ouvir e construir a unidade que for necessária para sair do retrocesso que nos foi imposto nos últimos anos”, acrescenta.

Maria Eduarda Quiroga, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), destaca que é importante alcançar o maior número de pessoas, principalmente aquelas que ainda não estão envolvidas com as lutas e a militância. “Um ponto alto do seminário é que vimos caras novas, pessoas mais jovens, com mais gás para experimentar o novo, talvez com mais capacidade de transformar os muros em pontes, como é o objetivo do nosso projeto”, afirma.

Próximas atividades do Congresso do Povo

Na capital:

Leste Metropolitano – dia 21/04

Jacarepaguá – dia 28/04

Madureira – dia 28/04

Santa Cruz – dia 28/04

Zona Sul – até 28/04

Tijuca – até 28/04

Baixada Fluminense- dia 05/05

Também serão realizadas atividades regionais em Nova Friburgo e Teresópolis, na Região Serrana, em Volta Redonda, no Sul Fluminense, e também região da Costa Verde.

Mais informações na página do Facebook da Frente Brasil Popular.

Edição: Vivian Virissimo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s