Petróleo

“REPRESENTANTE DA SHELL NO CONSELHO DA PETROBRAS JÁ CAIU E PRÓXIMO SERÁ PEDRO PARENTE”

No RS nesta quinta-feira, haverá Aula Pública na REFAP – Refinaria Alberto Pasqualini – O tema da aula : Por que O PETRÓLEO É DO BRASIL.

É o que afirmam os Petroleiros ao suspenderem temporariamente a Greve que é duramente perseguida pelo parcial judiciário brasileiro.  Enquanto a Greve dos Caminhoneiros, visto por muitos como um lockout de empresários, não teve nenhuma repreensão da Justiça, a Greve dos Petroleiros foi atacada antes mesmo de começar, com o TST determinando multa de R$ 500 mil por dia parado, mostrando novamente que a justiça brasileira tem lado e não é o dos trabalhadores e do povo. Conforme a nota a Federação única dos Petroleiros, a vitória parcial, com a queda do primeiro representante de petroleiras privadas na história no Conselho da Petrobras e com a perseguição aos Sindicatos de Petroleiros, a Greve esta suspensa, mas o Estado de Greve e as Mobilizações e Movimentos Seguem. No RS nesta quinta-feira, haverá Aula Pública na REFAP – Refinaria Alberto Pasqualini – O tema da aula : Por que a PETROBRAS só ajuda o Brasil e os Brasileiros se for Estatal e Pública!!!

 

FUP promete denunciar violação dos direitos sindicais e reafirma em nota: “o representante da Shell que o mercado colocou no Conselho de Administração da empresa já caiu. O próximo será Pedro Parente”.

 ROBERTO PARIZOTTI (SAPÃO)
notice

De cabeça erguida pelo sucesso do primeiro dia de greve que deixou marca na sociedade em defesa da soberania e contra a privatização da Petrobrás, na manhã desta quinta-feira (31) a Federação Única dos Petroleiros (FUP) divulgou uma nota orientando seus sindicatos à suspender a greve momentaneamente e reafirmou que a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) é claramente para criminalizar e inviabilizar os movimentos sociais e sindicais.

“O TST joga o jogo do capital e não deixaria barato a greve dos petroleiros. As multas diárias de R$ 500 mil saltaram para R$ 2 milhões, acrescidas da criminalização do movimento. O tribunal cobrou da Polícia Federal investigação das entidades sindicais e dos trabalhadores, em caso de desobediência. Essa multa abusiva e extorsiva jamais seria aplicada contra os empresários que submetem o país a locautes para se beneficiarem política e economicamente. Jamais seria imposta aos empresários que entregam patrimônios públicos, aos que destroem empregos e violam direitos dos trabalhadores”, denuncia os petroleiros em nota.

Da CUT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s