Porto Alegre

Servidores da prefeitura de Porto Alegre (RS) decidem manter greve

Trabalhadores e trabalhadoras decidiram manter a paralisação que já dura 35 dias. Os servidores entraram com ação no Ministério Público contra o prefeito Marchezan por improbidade administrativa

Da CUT RS

 PRISCILA LOBREGATTE/SIMPA
notice

O Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), em assembleia, decidiu nessa terça-feira (4) manter a paralisação da categoria que já dura 35 dias.

Os grevistas exigem diálogo com o prefeito Nelson Marchezan que se recusa a negociar. Os servidores estão há dois anos sem reajuste salarial e reivindicam reposição dos vencimentos de acordo com a inflação e o pagamento integral dos salários. Eles também denunciam que vivem sob a ameaça de ter seus direitos retirados com medidas como o plano de carreira e alteração do regime da Previdência.

O Sindicato também repudia a venda de empresas estatais municipais, como a Dmae, empresa pública de água e esgoto.

Ação no Ministério Público
Também nessa terça-feira, o Simpa entrou com representação por improbidade administrativa contra o prefeito Nelson Marchezan Jr., na Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Porto Alegre, do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

A ação aponta o uso indevido, por parte do governo municipal, do site da prefeitura para atacar os servidores públicos, intimidando e criminalizando a categoria e o movimento grevista. Segundo o sindicato, o prefeito tenta colocar a população contra os trabalhadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s