Eleições

Haddad: “Se Bolsonaro fosse valente enfrentaria olho no olho, não no WhatsApp”

Fernando Haddad. Foto: Reprodução/Twitter

Da Folha

O candidato Fernando Haddad (PT) atribuiu, na manhã desta quarta-feira (3), a subida de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas de intenção de voto à onda de informações inverídicas, de acordo com ele, propagadas no aplicativo de mensagens WhatsApp.

O petista, que ocupa a segunda colocação na disputa eleitoral, declarou que pessoas de boa fé estão sendo confundidas.

Em entrevista a uma rádio de Pernambuco, Haddad adotou um tom diferente e partiu para o ataque.

“Se ele [Bolsonaro] fosse valente, como diz que é, enfrentaria isso olho no olho e não pelo WhatsApp. WhatsApp é coisa de covarde. Não é coisa de político sério.”

Haddad reconheceu que a campanha petista não conseguiu até agora correr atrás das mentiras propagadas com eficiência porque é bastante difícil. Falou em jogo de gato e rato.

“São milhões de mensagens mentirosas por dia e faz uma semana que isso vem acontecendo. É muito difícil conter essas mentiras porque, por exemplo, o Twitter é público, o Facebook é público, o YouTube é público. No WhatsApp, não tem como correr atrás com a mesma eficiência”, afirmou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s