Uncategorized

Bolsonaro prejudica municípios e povo pobre ao expulsar médicos cubanos

A irresponsabilidade, a desumanidade e genocídio das populações mais vulneráveis avança

ações mais vulneráveis avançam como resultado das políticas ultraneoliberais desse governo, e do governo eleito, que já nasce medieval.👇🏼👇🏼👇🏼👇🏼

*DADOS* sobre o *Fim* da Cooperação com a OPAS e Cuba no *Programa Mais Médicos*:
– de uma só vez, sairão mais de *8.500 médicos cubanos* dos locais onde estão hoje trabalhando.
– eles estão em *2.885 municípios do país*, sendo a maioria nas áreas mais vulneráveis: Norte do país, semiárido nordestino, cidades com baixo IDH, saúde indígena, periferias de grandes centros urbanos.
– *1.575 municípios* só possuem médicos cubanos do Programa, sendo que 80% desses municípios são pequenos (menos de 20 mil habitantes) e localizados em regiões vulneráveis.
– existem *300 médicos cubanos* atuando nas aldeias indígenas. Isso é *75% dos médicos que atuam na saúde indígena* do país.
– os locais onde os cubanos atuam foram oferecidos antes a médicos brasileiros, que *não* aceitaram trabalhar.
– sobre a substituição dos cubanos por médicos brasileiros: em 5 anos de Programa, *nenhum* edital de contratação de médicos brasileiros conseguiu contratar essa quantidade de profissionais. O maior edital contratou 3 mil brasileiros.

Um pensamento sobre “Bolsonaro prejudica municípios e povo pobre ao expulsar médicos cubanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s