Uncategorized

Carta de Lula pede liberdade para militante argelina Luisa Hanune

Hanune, sentenciada a 15 anos de prisão, está presa desde o dia 9 de maio após ser condenada por suposto “atentado contra o Estado”

Do OPERA MUNDI

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que “os democratas do mundo” se juntem à campanha internacional pela libertação da secretária-geral do Partido dos Trabalhadores da Argélia, Luisa Hanune. Em carta divulgada nesta sexta (25/10), Lula criticou a “absurda condenação política por um Tribunal militar”. 

Hanune, sentenciada a 15 anos de prisão, está presa desde o dia 9 de maio após ser condenada por suposto “atentado contra o Estado”. O motivo utilizado para a acusação foi um encontro que Hanune teve no dia 27 de março com Said Bouteflika, então conselheiro do ex-presidente argelino Abdelaziz Bouteflika, durante as massivas manifestações que tomaram o país e exigiram a saída do então mandatário. 

O ex-presidente também apontou “atropelo ao direito e à democracia”, além dos “processos judiciais manipulados para aprisionar, sem provas, lideranças do povo”. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s