Uncategorized

Ao liberar assinaturas digitais para registro do partido “de Bolsonaro”, STF autoriza institucionalização do nazifascismo

Bolsonaro posta foto com a esposa para comemorar decisão do TSE sobre criação de partidos

O nazifascismo latente na sociedade brasileira e que já emprenhou instituições como o MP, o Judiciário e as PMs, ganha mais um round na sua institucionalização definitiva: campeão de fakenews e fraudes via Internet, Bolsonaro ganha agora o direito de usar as mesmas redes emissoras de Fake News para angariar “assinaturas” para legalizar seu próprio partido, já que o PSL não lhe era a contento, por não ser suficientemente “de direita e de família”, como diz o próprio.

Este humilde blogueiro tem insistido muito na necessidade de criação de Uma Frente Ampla em Defesa da Soberania, da Democracia e contra o fascismo. As forças de esquerda e progressistas no entanto tem pensado apenas no viés eleitoral, com os olhos voltados para a eleição de 2020, que pelo andar da carruagem, com o desmonte do SUS, do SUAS, do FUNDEB como Sistema de Educação Básica do ensino primário e médio no Brasil, pouco adiantarão se não apontarem para a sociedade onde esta o verdadeiro problema. Enquanto isto as polícias continuarão matando jovens pobres e negros, o judiciário continuará mantendo nas prisões os jovens que a polícia não matar, as riquezas do País serão todas expatriadas …e Bolsonaro poderá ter um Partido para chamar de seu, assim como Mussolini e Hitler também os tiveram a seu tempo na história.

“Grande dia”: presidente postou uma foto sorridente ao lado da primeira-dama para celebrar a decisão do TSE sobre assinaturas digitais, que o beneficia em seus planos de criar um novo partido, em meio a crise com o PSL

Da Revista Fórum

Em meio a reveses, o presidente Jair Bolsonaro comemorou, na noite desta terça-feira (3), a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que autorizou a utilização de assinaturas eletrônicas para a criação de partidos políticos. Para isso, postou uma foto sorridente ao lado da esposa, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, com a inscrição: “Grande dia”.

Jair M. Bolsonaro@jairbolsonaro

Ver imagem no Twitter

24,1 mil22:02 – 3 de dez de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads6.816 pessoas estão falando sobre isso

A decisão tomada pelo tribunal ajuda nos planos de Bolsonaro de criar a sua própria legenda, a Aliança Pelo Brasil, em meio ao racha em seu atual partido, o PSL.

O placar de 4 a 3 no TSE, no entanto, não garante a vigência imediata da nova determinação. A maioria entendeu que os ministros precisam ainda estabelecer regras para a questão. O ministro Luis Roberto Barroso, do STF, foi quem deu o voto que garantiu a maioria pró-Bolsonaro.

O presidente corre contra o tempo porque, se quiser ver o APB disputando as eleições municipais de 2020, precisa do registro até março do ano que vem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s