SAÚDE

BOLSONARO PROIBE QUE PORTADORES DE HEMOFILIAS DE RECEBAM REMÉDIOS PELO SUS

Há uma política de extermínio de pobres em andamento no Brasil. Como se não bastasse o fim da Farmácia Popular, Mais Médicos, etc, o Governo opera para que o SUS deixe de ser universal e os que serão os mais afetados serão os mais pobres. Muitos morrerão antes. Aliás, com o Congelamento e corte de Recursos na área da Saúde, que vem ocorrendo desde o golpista Governo Temer, cada vez mais se noticiam mortes por atraso ou falta de atendimento. Mas a grande mídia mostra como casos isolados. Este blogueiro voltará ao tema num próximo artigo.

Por hora, fica a notícia publicada no MSN e também na Mídia:

© AFP / EVARISTO SAO presidente Jair Bolsonaro optou por barrar um projeto de lei que propunha a todos os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) a disponibilização de sangue, componentes, hemoderivados, medicamentos e demais recursos necessários ao diagnóstico, à prevenção e ao tratamento de suas doenças. No veto, que será publicado nesta sexta-feira (27/12) no Diário Oficial da União (DOU), ele justifica que a medida “institui obrigação ao Poder Executivo e cria despesa obrigatória ao Poder Público, sem que se tenha indicado a respectiva fonte de custeio”.

A decisão foi tomada “após as manifestações de ordem técnica e jurídica dos órgãos ministeriais competentes”, informa um texto divulgado pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto nesta quinta-feira (26/12). O presidente também alega que o projeto foi aprovado sem que “e tenha indicado a respectiva fonte de custeio, ausente ainda o demonstrativo do respectivo impacto orçamentário e financeiro no exercício corrente e nos dois subsequentes”.

Segundo Bolsonaro, a proposta viola regras do parágrafo 5º do artigo 195 da Constituição, que diz que “nenhum benefício ou serviço da seguridade social poderá ser criado, majorado ou estendido sem a correspondente fonte de custeio total”. Além disso, o texto estaria violando artigo 113 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, que versa que “a proposição legislativa que crie ou altere despesa obrigatória ou renúncia de receita deverá ser acompanhada da estimativa do seu impacto orçamentário e financeiro”.

Por fim, o chefe do Executivo federal sustenta o veto com o argumento de que a proposta contraria os artigos 15, 16, 17 e 24 da Lei de Responsabilidade Fiscal e o artigo 114 da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2019, que sustenta que “as proposições legislativas e as suas emendas, que, direta ou indiretamente, importem ou autorizem diminuição de receita ou aumento de despesa da União, deverão estar acompanhadas de estimativas desses efeitos no exercício em que entrarem em vigor e nos dois exercícios subsequentes, detalhando a memória de cálculo respectiva e correspondente compensação para efeito de adequação orçamentária e financeira, e compatibilidade com as disposições constitucionais e legais que regem a matéria”.

Formulado em setembro de 2009, pelo então senador Marconi Perillo (PSDB-GO), o projeto de lei alterava a Lei nº 10.205, de 2001, que regulamenta parágrafo da Constituição Federal relativo à coleta, processamento, estocagem, distribuição e aplicação do sangue, seus componentes e derivados, estabelece o ordenamento institucional indispensável à execução adequada dessas atividades.

A intenção original do autor, senador era assegurar meios para o tratamento dos pacientes portadores de coagulopatias congênitas (hemofilias), mas a proposta foi alterada durante as discussões no Senado e estendida para todos os pacientes do SUS. Após quase 10 anos de tramitação, o texto foi aprovado neste mês, sem alterações. 

Um pensamento sobre “BOLSONARO PROIBE QUE PORTADORES DE HEMOFILIAS DE RECEBAM REMÉDIOS PELO SUS

  1. Quem vai cobrar o que essa hiena miliciana doente mental afirmou?

    “Bolsonaro faz tweet em que diz que sai da vida pública se já tiver prejudicado alguém. Vai renunciar?
    https://www.brasil247.com/brasil/bolsonaro-faz-tweet-em-que-diz-que-sai-da-publica-se-ja-tiver-prejudicado-alguem-vai-renunciar?amp
    247 – Jair Bolsonaro, que já demonstrou racismo e homofobia, e está no meio de um escândalo familiar que envolve o filho Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e outros ex-assessores, fez nesta quinta-feira, 26, um post enigmático, que pode indicar até a possibilidade de renúncia.
    “Por 28 anos estive na Câmara. Agora coloco em prática o que vi e aprendi para o bem do nosso País. Caso, de concreto, você seja prejudicado por qualquer decisão minha, eu mesmo saio da vida pública imediatamente. Um abraço a todos!”, escrevevu Bolsonaro nas redes sociais.”
    “BOLSONARO PROIBE QUE PORTADORES DE HEMOFILIAS DE RECEBAM REMÉDIOS PELO SUS.
    ” Vocês precisam deixar de fazer tanta propaganda, com fotos, desse monstro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s