Educação

Professora Helenir, A gigante guerreira que ousou enfrentar o monstro no terreno dele!

A avassaladora derrota imposta a Educação dos gaúchos pelo tucano Eduardo Leite e seus 38 Deputados comprados a troco de cargos e emendas, só não foi pior para os professores, por que a Presidenta e a Diretoria do CPERS compreenderam que era preciso minorar a derrota. Com a Greve esgotada e com a grande maioria dos Professores já de volta as aulas, a Professora Helenir e sua diretoria sabiamente foram buscar entre os 38 alguns que por vergonha do que estavam fazendo, aceitaram reduzir os danos as Professoras. O Monstro que destrói a Educação e as estruturas de nossa sociedade tem cara e nomes diferentes. Se chama Bolsonaro, se chama Eduardo Leite e se Chama Marquezan. Mas tem também o nome de 38 deputados que na Assembléia Gaúcha votam para alimentar o Monstro do Neo Liberalismo que quer ver todos os serviços públicos privatizados e assim distantes do povo que mais precisa deles. O monstro foi acordado por um golpe e por milhões de sufrágios de quem hoje começa a sentir as dores de suas mordidas, embora ainda não compreendam muito bem que tem que se juntar todos para vencê-lo. Enquanto resistiram na maior Greve de sua História, os Professores foram o símbolo do que deveria ter acontecido com todos os servidores e com o povo. Sozinhos, sob a liderança de Helenir e do CPERS, os Professores e professoras ganharam o apoio da Sociedade gaúcha como talvez nunca antes. Mas mais do que apoio, o ataque feroz do Monstro requer uma consciência maior e coletiva, muito maior do que a dos Professores:

Optamos, com a responsabilidade que nos cabe enquanto lideranças, pela via da redução de danos até o limite possível, com a mediação do MDB. (Nota do CPERS sobre o resultado final da votação do Plano de Carreira do Magistério. Clique para ler a nota na íntegra)

Reproduzo a seguir o emocionante e contundente depoimento de uma Professora que recebi através de um Grupo de Whats. Diz tudo no meu entendimento:


“Poderia ser pior se não fosse a mobilização da categoria, o trabalho de resistência, disponibilidade ao diálogo, coragem de enfrentamento de nossos líderes sindicais e, principalmente, da Professora Helenir.
Através, da Helenir e de sua incansável capacidade de luta, algumas alterações ocorreram no texto original. Ela também serviu de espelho, a milhares de professores, que assim como eu, sentiram-se representadas por um grande ser humano, uma grande mulher e uma gigante líder.
Achou pouco? Eu também! Contudo, considerando o contexto de uma maioria parlamentar, alinhados ao projeto neoliberal, privatista e de estado mínimo, do governo federal, conseguimos algo, por que não dizer, significativo.
Pelo menos, houve um descortinamento. Hoje, sabemos nome, sobrenome, partido político e quais as reais intenções de cada um dos deputados. Sendo assim, aqueles que ainda não tinham percebido quem é quem, quem está ao lado de quem, poderão escolher com maior clareza nas próximas eleições.
Neste momento, PT e PSOL, ratificaram seus ideais. Foram, resistentes e combativos até o final, na defesa dos direitos dos trabalhadores da educação e da escola pública.
Somente, com o tempo, sentiremos as consequências do dia de hoje em nossas vidas.
De uma vez por todas, o servidor público aprendeu que a luta deve ser coletiva. Infelizmente, aprendeu da pior forma possível e logo quando ficou quase que impossível a participação em atividade sindical.
Quem sabe, de repente, ainda nessa existência possamos recuperar o que nos foi roubado, confiscado, usurpado neste momento.
Quem sabe um dia, possamos realmente entender, que não há desenvolvimento sem educação pública e de qualidade.
Quem sabe quando, a Assembléia legislativa representará o povo e trabalhará para o povo ao invés de interesses privados.”

  • Assino junto –
    TEXTO de uma colega. Não sei o nome dela. Gostaria de abraçá-la, pela sua lucidez e sensibilidade.

Recebido de Grupos de Whats de Professores Estaduais!

9 pensamentos sobre “Professora Helenir, A gigante guerreira que ousou enfrentar o monstro no terreno dele!

  1. Parabéns, professora Elenir, és uma guerreira , lutadora, incansável, acompanhei toda a trajetória pelas redes sociais, compartilhei tudo o que poude, assisti a tudo. Sei que nós do magistério somos sofredores, hoje sou aposentada, lutei muito quando estava na ativa.muitas vezes me decepcionei com colegas que não faziam greve, mas Nunca deixei de ser grevista mesmo no período em eu estava de estágio probatório. Sempre fui fiel à minha profissão. Continuarei sempre dando meu apoio, pois jamais desistam .Agradeço a tudo o que fizeste e o que ainda está por vir, mas não vamos esmorecer , por estes que são contra o magistério e que só querem nos derrubar, acabar com.o ensino público. Estes aí que não preciso citar nomes , jamais serão lembrados nas urnas.agradeço a todo o teu trabalho, tua luta…continuamos sendo fortes e perseverantes…

    Curtir

  2. 💪💪💪💪NÃO abandonaremos a luta… ELA continua… temos a Internet a nosso favor… Seremos pedras em seus sapatos. Por mais que eles tentem pisar firme sentiram dor e aí SIM… se lembrarão de nós, das nossas lágrimas, do sofrimento que nos causaram como a nossos familiares. Gostaria de conhece-la pessoalmente.
    Grande abraço! 💪💪💪💪💪💪💪💪

    Curtir

  3. Esta situação não é de hoje faz muitos anos que os professores vêm fazendo greve pra alcançar objetivos,a figura da Professora Elenir já é conhecida por todos os gaúchos, parece que agora depois de muita luta conseguiram acordar uma parte daqueles que representam o nosso estado, é triste dizer isso,mas infelizmente vão ter que continuar lutando pelos seus direitos,a guerra continua, foi vencida uma batalha!

    Curtir

  4. Como aposentada, sofri, chorei,me indignei, acompanhando todos os acontecimentos. Mas sem dúvida, mais uma vez, o CEPERS mostrou através da Helenir e demais representantes, a sua atenção a tudo, a sua força de mobilização. Se mais não aconteceu, como em outros tempos também ocorreu, o movimento contrário foi mais forte. Mas como está escrito no texto dessa reportagem, ficamos conhecendo cada um dos deputados e saberemos o que fazer com esse conhecimento no tempo devido. A lei do retorno existe.

    Curtir

  5. O problema começou a se acentuar no governo Sartori ( MDB) nos parcelamentos, senti que ali o governo começou a sua articulação pra justificar mudanças nas carreiras do funcionalismo pra justificar a falta de dinheiro pra pagá-los, com Leite continuou a justificativa e foi se armando juntamente com os deputados da base aliada esse desmonte e massacre nas carreiras do magistério, portanto MDB,PSDB, PP, PTB, PSB são partidos descomprometidos com nós, eles defendem outros interesses, interesses dos grandes empresários, banqueiros, industriais, do grande capital, o funcionalismo é prejuízo pro estado, principalmente os educadores tanto os ativos como inativos. Espero que com essas derrotas as categorias e seus familiares pensem bem em quem votar nas eleições, escolham pessoas e partidos comprometidos com nós!

    Curtir

  6. Essa mulher representa todas nós. Consegui nos unir, nos chamou à luta. Nos incentivou e despertou a ” guerreira ” que existe dentro de cada professora, servidora enfim unuficou o estado. Obrigada, Helenir, por ter me chamado à luta. Perdemos sim, mas nas eleições, a Professora Helenir, nis ensinou em quem devemos lutar. Obrigada, você é uma grande líder.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s