Uncategorized

Hipócrita, FHC condena ação de Trump nos EUA, mas esconde que Aécio fez o mesmo no Brasil quando perdeu em 2014

Hipócrita, FHC condena ação de Trump nos EUA, mas “esquece” que PDSB questionou eleição no Brasil sem indício de fraude

Do VIOMUNDO

A jornalista Mônica Bérgamo, da Folha de S. Paulo, lembrou em sua conta no tweeter que o PSDB, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, questionou a vitória de Dilma Rousseff (PT) sobre Aécio Neves (PSDB) em 2014 sem que houvesse qualquer indício de fraude.

Dilma venceu Aécio com vantagem de 3.459.963 votos, mais de 3%.

Na Geórgia, estado americano que foi o foco de muitos protestos dos republicanos, o democrata Joe Biden venceu o presidente Donald Trump em novembro passado com apenas 11.779 votos de vantagem.

O resultado da auditoria pedida pelo PSDB em 2014 foi divulgado em novembro de 2015: “O objetivo da auditoria era verificar a lisura das Eleições 2014, ou seja, averiguar a integridade das urnas eletrônicas e sistemas adjacentes, buscando evidências que comprovassem alguma suspeita ou tese de fraude, e volto a dizer que não foi encontrada nenhuma evidência em tal sentido”, informou o então presidente do TSE, Dias Toffoli.

O objetivo do PSDB ao pedir a auditoria foi levantar dúvidas sobre a legitimidade do segundo mandato de Dilma.

No primeiro discurso que fez depois de reassumir o cargo no Senado, após a derrota, Aécio prometeu: 

A oposição não terá a voz de um único líder. Ao olharem para as oposições no Congresso Nacional, não contabilizem apenas o número de cadeiras. Enxerguem através de cada gesto, voto, manifestação a voz estridente de mais de 51 milhões de brasileiros que não aceitam mais ver o Brasil capturado por um partido e por um projeto de poder.

Foi a senha para o apoio do partido às manifestações de rua.

A promessa de tornar a vida de Dilma um inferno político se materializou na eleição do corrupto Eduardo Cunha à presidência da Câmara, que incluiu as pautas-bomba na agenda do Congresso.

Em sua conta no twitter, FHC escreveu: “Lamentável o que ocorreu nos EEUU. Houve um grave atentado à democracia. O presidente Trump não reagiu à altura. Suas palavras dúbias, pondo em dúvida as eleições são inaceitáveis para todos os democratas do mundo. Minha repulsa total às tentativas de ganhar a qualquer preço”.

Além de não lembrar que seu próprio partido colocou eleições limpas em dúvida, FHC errou grotescamente ao dizer que Trump “não reagiu à altura”.

Na verdade, em discurso antes da invasão do Congresso, Trump incitou seus seguidores a marchar até o Capitólio e chegou a mentir que marcharia com eles. Os dois filhos do presidente dos Estados Unidos também fizeram discursos durante o protesto de extrema-direita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s