CoronaVírus/Rio Grande do Sul

Em Camaquã, Três pacientes morrem após nebulização com hidroxicloroquina, aplicada por Médica defendida por Bolsonaro

E a médica foi defendida de forma descarada por Bolsonaro que interviu num programa local de rádio. Precisa mais pra condenar a médica e Bolsonaro?

A médica Eliane Scherer, defendida por Jair Bolsonaro, convenceu famílias a aderirem ao tratamento não previsto nos protocolos do hospital

hidroxicloroquina

Três pacientes com Covid-19, que receberam nebulização com hidroxicloroquina diluída em soro nesta semana, tiveram mortes confirmadas no Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Camaquã, no sul do Rio Grande do Sul.

De acordo com informações do portal GaúchaZH, os quadros clínicos das vítimas variavam entre estáveis e graves, e evoluíram para óbito rapidamente após o início dos tratamentos experimentais ministrados pela médica Eliane Scherer.

As informações ainda apontam que os protocolos clínicos do hospital preveem apenas a prescrição da hidroxicloroquina pela via oral, mas a médica passou a aplicar a técnica experimental da nebulização do fármaco diluído, o que não é previsto pelos regulamentos medicinais.

O hospital em que os casos ocorreram afirma que evita fazer conexão direta entre as mortes e o tratamento alternativo, mas avalia que a técnica vem contribuindo para a degradação da saúde dos doentes.

Tiago Bonilha de Souza, médico e diretor-técnico do hospital, afirmou: “Não verificamos que a nebulização esteja contribuindo para melhorar o desfecho dos pacientes. Os indícios sugerem que está contribuindo para a piora, porque todos os casos (de óbito) apresentaram reações adversas após o procedimento”.

A médica

De acordo com GaúchaZH, a médica Eliane foi demitida no dia 10 de março. Ela era contratada para atuar no pronto-socorro do hospital. Porém, mesmo com o desligamento, a profissional seguiu ministrando o tratamento experimental para alguns pacientes no hospital, incluindo os que conseguiram autorização judicial para isso e os que assinaram um termo de conciliação informando que pretendiam aderir à nebulização de hidroxicloroquina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s