Porto Alegre

Não foi “confusão” ou “briga”. Foi crime de racismo e apologia ao nazismo com a conivência da Presidência da Câmara de Vereadores

A grande mídia disse que foi “confusão e briga” na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Não foi. Uma votação sabidamente inócua foi preparada pela Direção da Casa para dar vazão ao ímpeto criminoso de nazistas e bolsonaristas.

A votação tratava-se de uma inócua lei municipal para o “Passaporte Sanitário”. Já há Legislação Estadual que determina e regulamenta o “Passaporte Sanitário”, que é o documento para que os Vacinados Contra COVID possam comprovar a sua vacinação e tenham acesso aos locais de acordo com a legislação e regulamentação.

A Lei Estadual se sobrepõe a Municipal. Logo, não haveria necessidade de vota-la. Mas assim o fez a Direção da Câmara.

Este mesmo tipo de votação tem Servido no Mundo inteiro para insuflar grupos criminosos nazistas a propagandearem sua ideologia nefasta, assassina e racista. E foi o que aconteceu na Câmara de Vereadores de Porto Alegre: uma provocação a sociedade.

A LEI Nº 9.459, DE 13 DE MAIO DE 1997 determina que assim como em muitos outros países, Nazismo é CRIME e quem o propagandeia ou pratica é CRIMINOSO e deve ser preso e condenado a uma pena mínima de 2 anos. Já o CRIME de Racismo é tratado na lei LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.

Mas para isto os Criminosos devem ser presos em FLAGRANTE. E o Presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, como autoridade que é, tinha o dever de Mandar prender os criminosos.

Não o fez e portanto foi conivente com o Crime e ao mandar os criminosos embora sem que fossem presos em flagrante, impediu que a Lei fosse cumprida.

Esta é a discussão que a sociedade gaúcha e brasileira precisa fazer. E logo. Por que as Serpentes do mal eclodiram por aqui a alguns anos e o Mal viceja por todos os cantos e já não tem mais nem medo de mostrar a cara dentro da Casa Legislativa, que deveria ser quem mais deveria combatê-lo, por que ele não permite a democracia que deveria ser a condutora da casa dos representantes do povo.

Propagar o nazismo não é “liberdade de expressão”. É Crime. E os criminosos devem ser presos e condenados a duras penas, para que sirvam de exemplo aos que lhes seguem.

Um pensamento sobre “Não foi “confusão” ou “briga”. Foi crime de racismo e apologia ao nazismo com a conivência da Presidência da Câmara de Vereadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s