mídia/política/Uncategorized

Por que a Globo ataca o Fundo Eleitoral Público com uma pesquisa do até então obscuro Instituto Millenium?

O Fundo Eleitoral Público foi uma conquista da sociedade brasileira. Com ele se tornaram definitivamente ilegais os financiamentos privados de Campanha Eleitoral. Estes financiamentos privados eram na verdade a compra antecipada de parlamentares para dar conta de interesses dos “patrocinadores” de suas campanhas.

Já aprovado, ele é agora novamente questionado por uma pesquisa apresentada no Jornal Nacional, que diz que 75% dos Brasileiros são contra o financiamento Público de Campanhas eleitorais.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Millenium, antes obscuro para a sociedade, agora um ThinkTank que defende o individualismo, a meritocracia e o mercado ultra neo liberal, como pode ser lido na Página do tal Instituto, que tem entre os seus mantenedores e dirigentes a maioria dos bilionários donos de meios de Comunicação no Brasil, Incluindo os Irmãos Marinho, Frias, Mesquitas e outros que tais .

Nem a Globo e nem o Instituto Millenium, que apoiaram o golpe calçados no discurso da “corrupission”, defendem no entanto o Financiamento Privado de campanhas, justamente a porta de entrada da corrupção no meio político. E se respaldam numa pesquisa manipulada por perguntas parciais, focadas no valor aprovado para custear as campanhas em 2022, em torno de R$ 5 bilhões. Para um país onde o Salário mínimo é de R$ 1.200,00, este valor é claro soará alto para os entrevistados. No entanto, Só a Campanha de Biden e Trump, sem contabilizar as campanhas dos Deputados e Senadores, custou US$ 14 Bilhões de Dólares ( R$ 72 Bilhões de Reais).

A própria Globo em seu Jornal Eletrônico G1 fala “Em princípio, diversas organizações internacionais apontam que o financiamento estatal é benéfico para diminuir a influência de empresas.” Mas na Boca Grande, no Jornal Nacional e os outros meios, chamam a atenção para a parcela da população que é contra o financiamento público de campanha, mesmo esta parcela não sabendo o que isto significa. Por não saberem, coroam o discurso anti política, destruidor das instituições e fomentador de ideologias neo nazistas como o Bolsonarismo.

Segue comentário que recebi pelo Whatsapp do Jornalista Adroaldo Bauer Corrêa, expondo também sua estranheza diante da estratégia de publicização de um Instituto que até então operava nas sombras da Política brasileira.

“Como dizem na tevê: fique de olho nos próximos capítulos!

A TEVÊ GLOBO promoveu hoje a estreia pública do Instituto Milenium no campo da disputa da propaganda de massas.
E o fez com a divulgação de uma pesquisa sobre o que pensa o povo a respeito do Fundo Partidário, instrumento público orçamentário da União para financiamento da ação dos partidos políticos nas campanhas eleitorais.
O intento desse aparato de propaganda dos mais ricos é óbvio: reduzir o chamado fundão de 4,9 bilhões, votado pelo Congresso, para o patamar anterior de menos de 3 bilhões.
O Instituto Milenium está repaginado.
Não se vê mais a representação eacancarada de industriais, banqueiros, grandes comerciantes e latifundiários em sua constituição, como era visível nos anos 2013 a 2016, quando essa think tank liberal aparecia como uma das incentivadoras das ações de agitadores abrigados no MBL, no Vem Pra Rua e catrefas do gênero. Quem sabe mesmo black blocks?
Sofisticaram a aparência e abriram-se para o acesso de associados contribuintes módicos interessados em cursos de formacão/informação sobre o LiberalIsmo.
Entanto, se a pessoa interessada percorre a lista de colaboradores e, principalmente, de convidados, ainda vai encontrar figurinhas carimbadas da promoção do golpe de 2016 contra Dilma, e mesmo um restolho dos golpistas de 1964.
Vale o esforço de uma viagem virtual pelas páginas do Insituto Milenium.
Afinal, é razoável entender na guerra de uma das suas principais artes que é a disputa das consciências pela propaganda dos conteúdos, dos fatos e das versões.
Assim o Insitituto se apresenta ao distinto público:
“Think Tank: Somos referência nas ideias modernas, nas redes sociais e no combate às fake news. Inovando sempre na comunicação sobre economia de mercado, democracia, debate de políticas públicas e liberdade individual. Junte-se aos grandes pensadores e influenciadores do Brasil!”
Como dizem na tevê: fique de olho nos próximos capítulos!
por Adroaldo Bauer Corrêa, jornalista.

O Capitulo da Pesquisa manipulada, lido pelos âncoras do Jornal Nacional no teleprompter da Globo, tá ai no link a seguir, na própria mídia deles. Assista e tire suas próprias conclusões.

https://globoplay.globo.com/v/10327462/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s