Uncategorized

Uruguai: após regulação da maconha, mortes por tráfico chegam a zero

mujica-planta-de-maconhaA afirmação é do secretário nacional de drogas do Uruguai, que participou nesta segunda-feira (2) de debate na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado

Por Vinicius Gomes

Nesta segunda-feira (2), durante debates na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado a respeito de regulamentação da maconha para uso recreativo, medicinal e industrial, o secretário nacional de drogas do Uruguai, Julio Heriberto Calzada, afirmou que seu país – o único no mundo a legalizar o cultivo, a comercialização e distribuição da maconha – conseguiu reduzir a zero o número de mortes ligadas ao uso e ao comércio da droga. A legalização foi decretada pelo presidente José Mujica há menos de um mês.

Ainda que reconhecendo que a legalização da maconha possa elevar o número de usuários, Calzada alega que “vale a pena correr o risco do aumento, desde que reduza o aumento de mortes pelo tráfico de drogas”, como relatou o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), coordenador da discussão sobre o tema na CDH. O senador ainda diz que, antes de apresentar seu relatório aos integrantes da comissão, ele pretende realizar audiências com especialistas de diversos setores. Para o senador, a responsabilidade de o relatório estar em suas mãos é um “abacaxi”: “Gastei muitos anos de vida para ser o senador da educação. Não quero o carimbo de ‘senador que liberou a maconha’. Se tiver de colaborar para isso, salienta, será por “uma obrigação histórica”, da qual não possa correr, como explicou em entrevista concedida à Agência Senado na quinta-feira (28).

Mesmo assim, o senador ressaltou que uma das maneiras de se livrar do tráfico de drogas é a regulamentação: “Vamos continuar vivendo com tráfico de drogas? Não. Como vamos nos livrar do tráfico? Uma das propostas que têm hoje é a regulamentação”. Além disso, o representante uruguaio também disse acreditar que a “combinação com outras ferramentas de política pública, em aspectos culturais e sociais, poderá modificar padrões de consumo e levar ao êxito na redução de usuários”.

Na audiência pública de ontem, a maioria das vozes era contrária à aplicação da experiência uruguaia no Brasil. Luiz Bassuma, ex-deputado federal, apontou que a atual população do Uruguai, em sua totalidade, provavelmente corresponde ao mesmo número de usuários de drogas no Brasil, cerca de três milhões. Bassuma argumentou que a facilitação do consumo de drogas refletiria diretamente em crianças e adolescentes e disse que regulamentar seu uso – mesmo em nome do fim da guerra contra o narcotráfico que clama a vida de milhares de pessoas todos os anos – seria incorreto.

Segundo a presidenta da CDH, senadora Ana Rita (PT-ES), a sugestão apresentada por meio de iniciativa popular foi apoiada por cerca de 20 mil pessoas em nove dias. Se tiver apoio dos parlamentares, a proposta pode ser convertida em projeto de lei. Nessa terça-feira (3), Calzada participou do seminário “Drogas: A experiência do Uruguai, um caminho fora da guerra”, em Porto Alegre.

Sobre o tema, Lê também

*** Maconha: Veja as razões para liberar o uso e por que Uruguai,Portugal e EUA já adotam a liberação

41 pensamentos sobre “Uruguai: após regulação da maconha, mortes por tráfico chegam a zero

  1. A Proibição só fortalece o traficante, no Brasil os consumidores tiveram em 2014 para 2015 que pagar um aumento de 200 por cento no varejo,nos bairros de São Paulo se comprava cinco reais em uma porção que dava dois cigarrinhos, começo de 2015, o minimo que se vendia era 10 reais pelo mesmo dois cigarrinhos, e quase sempre só vendiam 20 reais, dez nem argumentando, o consumidor que só tinha os dez ficava na bocada esperando outro para rachar com ele, já no centro um cigarrinho custa 10 reais, e nem por isso a galera deixa de fumar, no centro é comum o cheiro da erva, ela é fumada no meio da multidão, o usuário acha mais seguro, fácil de dispensar evitando de ir pra delegacia..Já o crack é visto em toda esquina da cracolândia do centro, pessoas doentes precisando de internação, e o poder publico não sabe descascar este abacaxi,….Viva o Uruguai…..

    Curtir

  2. Pingback: Uruguai: Após regulação da maconha, mortes por tráfico chegam a zero | bloglimpinhoecheiroso

  3. Porra acredito q tem q legalizar poxa Maconha vai alem do lazer em outras culturas ela é sagrada!!!Os maconheiros sofrem com abordagens violentas tapas na cara e isso vindo das autoridades sem conta q a erva nos últimos anos vem fracionando o valor cada vez maior aqui no sul rs onde moro 50g $150 e não tem qualidade!!!e digo mais 87% Dos maconheiros q conheço são trabalhadores q trabalhão 8hrs por dia 7dias da smn!!!nao e mole !!!so queremos fuma em paz pr relaxa sem estrese!! Prbs Uruguai …

    Curtir

  4. não creio que a liberação da maconha aumente o numero de usuarios. Quem fuma ,fuma, quem não fuma não é porque acha caro ,ou não pode comprar . Tudo mundo sabe onde tem , quem vende e quanto custa. Não fuma porque não é a dele e pronto. Agora, para conseguir receber essa maconha no uruguai, tem as suas regras . Tem que se registrar , fazer cadastro, e recebe uma quantidade minima de acordo com o usuario, sem riscos de se envolver com traficantes e de boa qualidade. Isso deixa os traficantes sem clientela. O risco é que eles vão ter que procurar uma outra fonte de rendimentos.
    .

    Curtir

  5. tem muito barão de gravata que ganha muita grana com isso, e claro, estão espalhados na elite, no parlamento, e em outros setores…..
    Em um País alcoolatra, tabagista e viciado em tarja preta esta é a única explicação para se insistir em um modelo falido, violento e corrupto….
    Tentar outros caminhos é uma necessidade, não uma escolha…
    E NINGUÉM FALA EM LEGALIZAR COMO O ALCOOL, TABACO E TARJA PRETA, QUE ALIAS, MERICIAM MAIS RESTRIÇÕES…
    E SIM, REGULAMENTAR E DAR AO ESTADO O CONTROLE DO TEMA.
    PODE PESQUISAR A VIDA DE QUEM É MUITO CONTRA, OU TEM DOGMAS, OU TEM INTERESSE OU É HIPÓCRITA, POIS SE USA E ABUSA DE ALCOOL, NÃO TEM CONDIÇÕES DE DEBATER O TEMA.

    Curtir

  6. Muito mais que o combate sem guerra a descriminalização da maconha vai fechar uma porta que leva as drogas, nos mesmos ambientes onde se compra a maconha se tem a acesso as drogas quimicas que são totalmente destruidoras. Fora que os impostos que o estado deixa de arrecada fica todo nas mãos dos traficantes.

    Curtir

    • A Maconha ilegal é a sustentação básica das organizações criminosas. A produção dela é muito barata. Já a Cocaina e seu sub produto 0 crack requerem laboratórios e outros produtos químicos para tratamento, o que torna cara e mais perigosa a produção. Ao legalizar a maconha, o Uruguai deu um tiro certeiro na arrecadação básica e permanente das organizações do tráfico. Foi isto. E estes dados estão todos expostos em Estudos científicos. O Uruguai, junto com países como a Suécia, estão sendo vistos como referência mundial no combate ao tráfico. Não tem nada de patético aí.

      Curtir

      • ERRADO!FHC E SOROS E OS GRANDES CRIMINAIS ESTAO NA LEGALIZACAO ASSIM COMO MUJICA FOI ATE NY FALAR COM SOROS PESSOALMENTE E COM SEU AMIGO ROCKEFELLERhttp://www.bbc.com/mundo/noticias/2013/12/131216_george_soros_marihuana_jgc

        Curtir

  7. Materia mentirosa. Legalizaram a maconha e por isso ninguem mas morre com o trafico? E o trafico de outras drogas nao mata? Os traficzntes sao bonzinhos?

    Curtir

    • Não é mentirosa a matéria, por que esta pautada por Estudos.E nem tenho o costume de publicar nada mentiroso aqui. Este Blog existe para expor idéias, programas, experiências e vivências que tenham o objetivo de melhorar o mundo. Tu já paraste pra pensar, que o tráfico se alimenta do dinheiro das drogas não lícitas, compra e rouba armas pesadas, mantém o povo permanentemente sob medo? Tu já viste o dono de uma cervejaria, de um laboratório ou de grandes fábricas de bebidas destiladas sair por aí comprando armas pesadas, assaltando bancos e metendo medo nas pessoas? No entanto eles fabricam drogas. Mas são legalizadas. Deu pra perceber por que tem tanta gente defendendo a legalização e regulamentação das drogas que ainda não estão regulamentadas?

      Curtir

  8. Eu acho que cada um tem o direito de fazer oque quiser da sua vida e corpo claro respeitando o próximo então eu sou a favor de legalização pois não aguentamos mais viver oprimidos por esses traficantes que se acham acima de tudo e todos e o álcool e o cigarro 🚬 não deixam de ser drogas.

    Curtir

  9. As gdes indústrias farmacêuticas e laboratórios, não deixam q liberem a maconha, pois sabem do contigente de pessoas q não vão mais precisar de seus remédios e químicos. A pressão em termos de grana e política é mto gde!!

    Curtir

    • Pode ser. Mas pode ser também que este seja um mercado potencial para eles. Por isto é preciso, como no Uruguai, não só legalizar, mas legalizar para que pequenos produtores e auto produtores não sejam patrolados pelos grandes laboratórios, quando estes entrarem no mercado.

      Curtir

    • Não aumentou o consumo. Até por que, não havia pesquisas antes com relação ao tema, por que simplesmente era tratado como crime e usuário e traficante eram tratados da mesma forma.

      Curtir

  10. Parabéns pela matéria.
    O ponto que não vi apresentado é a diminuição no efetivo policial que hoje é direcionado ao tráfico que fica então, liberado para atuar em outras frentes de combate ao crime.
    Os usuários tendo cadastro e sendo reconhecidos pelos órgãos de saúde social, ficam sujeitos às regras do sistema.
    Deixam de ser criminosos para o Estado e tornam-se pacientes.
    Todos sabem do efeito das drogas na saúde humana, e se não sabem é por que preferem se esconder atrás de argumentação maniqueísta e moralista sem fundamentos práticos.
    Só quem já conviveu com dramas causados pelo tráfico e tudo o que essa atividade proporciona de malefícios para a sociedade, sabe o quanto esse avanço na política de descriminalização da maconha pode trazer de progresso na vida e na segurança dos cidadãos.

    Curtir

      • Mesmo que a venda no Brasil,fosse regulamentado, os impostos seriam tão altos que a erva continuaria sendo contrabandeada e vendida bem mais barato que a oficial!! Além disso os traficantes simplesmente iria continuar comercializando as outras tradicionais e novas drogas que todo os dias são criadas.Tráfico é um problema que deve ser atacado na raiz, ou seja, nas fronteiras e não na regulamentação da venda.

        Curtir

      • O ponto que o Lauro Júnior indicou é passível de reflexão.
        Tudo que o governo brasileiro assume vira fonte de renda para propinas e sequência da corrupção. Vão taxar absurdamente, sob os mais variados argumentos.
        Porém, o ponto aqui é o usuário.
        Enquanto a pessoa não tiver uma experiência real, com algum membro da família envolvido com drogas, não tem como opinar de maneira razoável.
        É injusto o ser humano dependente químico ter o mesmo tratamento que um traficante ou um criminoso.
        O poder público está investido de poder para agir em nome da população que o elegeu e é o responsável pelos direitos básicos do cidadão.
        Há tempos que este debate apenas azeda o andamento desta mudança.
        Percebo que ainda precisamos avançar mais e evoluir nosso pensamento.

        Curtir

  11. Apoiadissimo, sou a favor desde que tenha controle pelos governantes ,e os lucros das vendas sejam convertidas em reformas de ospitas creches coisas que venha a dar retornos para a população sem contar que vai combater pequenos furtos de jovem que roubam para manter os vícios

    Curtir

  12. Farmacologicamente e fisiologicamente comprovado. A maconha faz muito menos mal que o alcool. Mas isto nao importa para os produtores de uisque, vinhos e cervejas (países frios). Mas a produçao industrial exige grandes espaços em terras tropicais.
    A lierdade e nao necessidade de tecnologia para o plantio caseiro competiria com a industria de bebidas.
    INFRINGIR OU BURLAR A LEI É CRIME. O GRANDE TRAFICANTE COMERCIALIZA DROGAS PESADAS E QUIMICAS. A MACONHA E PARA ELES APENAS UM VEÍCULO PARA AS DROGAS PESADAS. A liberaçao do plantio caseiro acabaria com o veiculo de traficante.
    NÃO INFRINGIR OU BURLAR A LEI É UM DEVER.
    LUTAR PARA MUDAR UMA LEI INJUSTA É UMA OBRIGAÇAO MORAL.
    A proibiçao do plantio caseiro para fins recreativos é injusta e ajuta sustentar o trafico de drogas. Proibir o plantio caseiro de maconha para uso em fins recreativos é interesse da industria de bebidas alcólicas.

    Curtir

  13. Sou plenamente a favor da liberacao da maconha, mas não entendo como essa liberação zerou as mortes. Maconha era usada na Medicina antiga como calmante, e de fato acalma, diferentemente das outras drogas, que excitam. De qq forma essa liberacao deveria set o 1o passo para um estudo com relação a outras drogas.

    Curtir

  14. Quem falou esse besteirol? Nunca morreu mais gente por trafico no Uruguai que nestes últimos 18 meses!!!!Fala besteira, se quiser, mais a verdade é muitissimo diferente!Até crimes por encargo, roubos de armas em quarteis para as mafias, contrabando de maconha maior do que antes, sicarios paraguaios matando traficantes nas estradas uruguaias, por favor!Chega de mentir, meu caro, ou, no melhor dos casso ,de se iludir e iludir aos outros. Pesquise as suas fontes, por favor!

    Curtir

    • As fontes estão no artigo e vão desde o Senador Cristóvão Buarque, a Comissão de Direitos Humanos do Senado, do Secretário de Combate as Drogas do Governo Uruguaio entre outros . Estão todos mencionados no artigo. E as tuas fontes são quais para dizeres o que dizes?

      Curtir

  15. Morei 30 anos na America e lá é normal fazer tratamento com canabis para fibromialgia com exelente resultado diminue a dor 70%, também no tratamento de
    ataque epiletico e sem contar que é poderoso na cura de cancer no cerebro, para anorexia também muitas pessoas fazem uso.
    E ninguém precisa comprar de traficantes vão aos dispensarios (farmacias)
    Perdoem meu Portugues eu ja não sei mais escrever.

    Curtir

  16. Quem se opõe á regulamentação é por ignorância ou lucra com o tráfico e nem está aí pra tantas mortes. Verdadeiro terror. E as pessoas que não tem nada a ver com isso?

    Curtir

  17. Bravo! Pra frente, que atrás só vem burros!
    Sr. Mujica, és aquele homem que está a frente do tempo, anos luz ,a informar a humanidade que veio pra ensinar!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s