Uncategorized

Com Dilma, Intervenção Militar é assim: Exército agiliza obras no país e as empreiteiras se queixam

IMG_20150410_231856

A eficiência, honestidade e a rapidez do Exército na execução de obras de construção e reforma pelo país estão incomodando as empreiteiras, que se queixam de “concorrência desleal” por parte da corporação. “O setor da construção civil não vê com bons olhos a atuação do Exército em obras como duplicação de estradas e construção de aeroportos. Não há necessidade de os militares assumirem obras desse tipo”, disse. “O Exército é hoje a maior empreiteira do país”, reclama também João Alberto Ribeiro, presidente da Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias. Segundo ele, poucas construtoras no país têm hoje uma carteira de projetos como a executada pelos batalhões do Exército. No PAC, há 2.989 quilômetros de rodovias federais sob reparos, em construção ou restauração, com gastos previstos em R$ 2 bilhões. Destes, 745 quilômetros – ou R$ 1,8 bilhão – estão a cargo da corporação. “Isso equivale a 6% do orçamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes neste ano”, disse.

O general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, da Diretoria de Obras de Cooperação (DOC), do Departamento de Engenharia e Construção do Exército (DEC), rebateu as declarações dos representantes das empreiteiras e afirmou que “a atuação dos militares só ocorre quando é bom para o país e para a instituição”. O general declarou que “algumas das obras assumidas pelos militares eram consideradas prioritárias e estavam tendo problemas para serem tocadas pela iniciativa privada”. “A gente não pleiteia obras. Elas são oferecidas e aceitamos quando elas são importantes para o desenvolvimento do país e para nosso treinamento”, destacou. No auge das obras, 12 mil soldados atuaram na construção civil para o governo.

Ele lembra, por exemplo, que havia uma briga no consórcio vencedor da licitação para a duplicação da BR-101 e que as empresas fugiam do início das obras da transposição do São Francisco. A alegação para o retardamento do início das obras era que o canteiro ficava no polígono da maconha. O general conta que o Exército fez um trabalho social na área e que dois hospitais chegaram ser montados na região, para atendimento à população.

Obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão sendo conduzidas pelos militares. Os militares receberam R$ 2 bilhões nos últimos três anos para executar duplicações de estradas, construção de aeroportos, preparar novos gasodutos e iniciar a transposição do Rio São Francisco. No total seriam 80 obras.

A transposição do São Francisco é o caso mais emblemático. Enquanto os trechos que ficaram sob a responsabilidade do Exército estão quase prontos, a parte que cabe às empresas privadas está atrasada ou paralisada. Em Floresta (PE), onde o percentual de execução não passa de 13%. Em outros lugares chega só a 16%. Nos trechos feitos pelo Exército, a obra avançou 3 vezes mais que os das empreiteiras no Eixo Norte (80% está concluída) e 5 vezes mais no Eixo Leste. Por sua vez as empresas privadas estão pedindo mais dinheiro para continuar as obras.

As empresas privadas, algumas delas organizadas em cartéis, depois de retardarem obras importantes para o país, de exigirem reajustes absurdos nos preços, criticam quando o Exército é acionado para garantir as obras prioritárias. Elas alegam uma suposta “concorrência desleal’. Segundo os empreiteiros, a participação expressiva dos militares “inibe o investimento e impede a geração de empregos”.

“O Exército não é um construtor. Quem pensa que vamos concorrer com as empresas está equivocado. Só atuamos para treinar nosso pessoal”, disse o general, que afirma que contrata empresas privadas para a construção de pontes e viadutos.

Os militares também fizeram obras para estatais – como as clareiras na selva para a construção do gasoduto Coari-Manaus, e para outros níveis de governo, como a atual construção do Caminho da Neve, estrada que Santa Catarina quer abrir para unir Gramado (RS) a São Joaquim (SC), favorecendo o turismo de inverno.

Estima-se que, quando concluídas, as obras entregues ao Exército terão um custo até 20% menor para os cofres públicos. “A corporação não pode lucrar com os serviços que presta”. Como emprega os próprios oficiais e soldados, já remunerados pelo soldo, o custo da mão de obra deixa de ser um componente do preço final da empreitada. Por tudo isso, o Exército está desempenhando um papel fundamental na infraestrutura necessária para o Brasil.

32 pensamentos sobre “Com Dilma, Intervenção Militar é assim: Exército agiliza obras no país e as empreiteiras se queixam

  1. O Governo Federal deveria estar fazendo isso a muito tempo, nossos militares ficam muito ociosos nesse país, penso que seria uma boa maneira de forçar essas empreiteiras a trabalhar direito, um bando de empresas corruptas sangrando os cofres públicos.

    Curtir

  2. Lembro, logo no início do mandato de Dilma, quando o exército fez a ponte do Rio das Velhas e a Presidenta manifestou que o Exército Brasileiro, setor de engenharia, iria fazer outras obras. Logo que a Dilma manifestou a ideia os partidos políticos e as empreiteiras, fez uma grande pressão sobre ela, o que fez que ela desistisse dessa prioridade. No final do ano passado estive no Rio Grande do Norte, andei numa estrada pavimentada mais ou menos 350 Km e o taxista me disse que a obra ficou 50% mais barata que fosse feita por empresa privada e na condição de 50 anos de garantia.

    Curtir

  3. Deveria colocar os presos também nrssas obras. Os menores infratores entre 16/18 anos. Baratearia bastante os custos das obras. Esqueçam as Empreiteiras fominhas e corruptas. Tão simples. Mãos às obras.

    Curtir

  4. Ola bom dia contrata mesmo Dilma o nosso Exercito,para construir as principais obras,assim minha presidente vencerás essas empreiteiras corruptas ,e emendas desses deputados e senadores que só querem usucluir do mosso dinheiro ,veta Dilma esses absurdos assim vencerás essas pessoas do mal,estamos contigo em prol de um Brasil melhor.

    Curtir

  5. na de novo, isso é mais antigo que o rascunho da biblia—-O 1º Batalhão de Engenharia de Construção é oriundo da Ala Esquerda do Batalhão de Engenheiros, criado pela Corte Portuguesa através do Decreto número 1536, de 23 de janeiro de 1855.

    lages_noite.jpgÉ uma das mais antigas e tradicionais unidades militares do Brasil. Sua primeira sede foi a cidade de Cachoeira do Sul – RS, tendo mudado diversas vezes ao longo de sua História, até 1º de março de 1971, quando foi transferido para a cidade de Lages – SC, onde se encontra até hoje.

    Sede Período Denominação
    Ten Cel Antonio Alves Pereira
    1º Comandante do Batalhão
    Porto Alegre/RS 2 Jul 1891 – 9 Dez 1893 1º Batalhão de Engenheiros
    Pelotas/RS 10 Dez 1893 – 21 Dez 1895 1º Batalhão de Engenheiros
    Porto Alegre/RS 22 Dez 1895 – 26 Mar 1898 1º Batalhão de Engenheiros
    Rio Pardo/RS 27 Mar 1898 – 3 Nov 1901 1º Batalhão de Engenheiros
    Inhanduí/RS 4 Nov 1901 – 14 Abr 1902 1º Batalhão de Engenheiros
    Alegrete/RS 14 Abr 1902 – 6 Out 1906 1º Batalhão de Engenheiros
    Rio Pardo/RS 7 Out 1906 – 15 Fev 1907 1º Batalhão de Engenheiros
    Cruz Alta/RS 16 Fev 1907 – 10Dez 1919 1º Batalhão de Engenheiros
    Cruz Alta/RS 11 Dez 1919 – 18 Jul 1922 1º Batalhão Ferroviário
    Santo Ângelo/RS 19 Jul 1922 – 1 Fev 1931 1º Batalhão Ferroviário
    Jaguari/RS 2 Fev 1932 – 4 Jul 1936 1º Batalhão Ferroviário
    Santiago/RS 5 Jul 1936 – 14 Fev 1943 1º Batalhão Ferroviário
    Bento Gonçalves/RS 15 Fev 1943 – 28 Fev 1971 1º Batalhão Ferroviário
    Lages/SC 1 Mar 1971 – 11Mar1999 1º Batalhão Ferroviário
    Lages/SC 12Mar 1999 10º Batalhão de Engenharia de Construção

    O 10º Batalhão de Engenharia de Construção possui um vasto acervo de obras e realizações no Sul do País. São mais de 2.000 km de ferrovias, mais de 86 km de implantação e pavimentação de rodovias, 16 km de pontes e viadutos e quase 37 km de túneis ferroviários.

    Das tantas importantes obras atribuídas ao Batalhão, são de destaque a EF-116 TPS (Tronco Principal Sul e EF-491 (Ferrovia do Trigo). Em ambas o Batalhão agregou uma quantidade impressionante de túneis, pontes e viadutos.
    O túnel ferroviário”Nr 21″ em Roca Sales/RS é um dos maiores da América Latina, com 2.832 m e o “Viaduto Ferroviário do Exército”, com seus 143 metros de altura e 509 metros de comprimento, também construído pelo Batalhão entre as cidades de Roca Sales/RS e Passo Fundo/RS, é o segundo mais alto do mundo e o maior do Brasil em extensão.

    Em 1934 o então 1º Batalhão Ferroviário se uniu ao 2º Batalhão Ferroviário e a partir de 1938 aos 2º e 3º Batalhão Rodoviário, para a construção do TPS. Naquela época o 1º Batalhão Ferroviário estava sediado em Jaguari-RS, o 2º Batalhão Ferroviário em Rio Negro-PR, o 2º Batalhão Rodoviário em Lages-SC e o 3º Batalhão Rodoviário em Vacaria-RS. Engajados, os 4 batalhões embrearam-se entre terrenos rochosos, serras e vales profundos, na grande epopéia de construir 621,5km de ferrovia, que estendia desde Mafra, em Santa Catarina até a Barra do Arroio Jacaré, no Rio Grande do Sul.

    Concluída a ferrovia Santiago-São Luiz, o Batalhão recebeu a missão de construir a ferrovia São Luiz-Cerro Largo/RS se instalando em Bento Gonçalves/RS. Este empreendimento contribuiu sobremaneira para o desenvolvimento de um pequeno distrito chamado Rolador que, em curto espaço de tempo conseguiu sua emancipação política.

    Em 10 Jan 1957, com a presença do Presidente da República, Juscelino Kubitschek, do Governador do Estado Ildo Meneguetti, do Ministro da Guerra General Teixeira Lott e comitivas, os Prefeitos das cidades de São Luiz e de Cerro Largo cortaram a fita de inauguração, n

    Curtir

  6. Quando criança aprendi a gostar das máquinas grandes do exército na construção da Transamazônica. Essa instituição tem que sair dos quartéis não para assumir governo, mas para combater os malfeitos das empreiteiras corruptas deste país. Parabéns Dilma.

    Curtir

  7. Enquanto isso as fronteiras do Brasil estão todas furadas deixando passar armas e drogas. Além da engenharia, competência que várias empresas têm, o Exército é treinado em armas e deveria usá-las no combate de proteção às fronteiras. Ou devemos deixar que as empreiteiras façam este trabalho?

    Curtir

  8. Lamentável, Edison Loureiro! A tua colocação é de quem está contra o governo, é política. Não tem outra explicação. Quantos homens exitem no Exército Brasileiro? Eu não sei, mas vou pesquisar. Sobram todos os outros batalhões, que não são de Engenharia para fazer este serviço que estás reclamando que não existe!!!! Seja mais realista e verdadeiro no teu comentário. Deixe de ser irresponsavelmente invejoso!!!!! Se é para o bem do Brasil e, se tu és um bom brasileiro, deverias estar apoiando com base no BOM SENSO.

    Curtir

    • Concordo plenamente contigo! O exército brasileiro deve mostrar o valor que tem não apenas como defesa armada, mas também na defesa dos interesses do país. Tecnologia e capacidade prá isso as Forças Armadas tem. Os que estão contra é por pura ideologia política ou por interesses próprios.

      Curtir

  9. No caso de uma guera temos que ter homens treinados para construir pontes aeroportos bases o que for necessário rápido e com eficiência, para o Brasil se defender de ataques ou para reconstrução, todo exercito do mundo tem esses homens especializados, treinados e eficientes e nosso grande exercito Brasileiro não podia deixar de ter! As pessoas pensam que o exercito é formado apenas de homens que atiram com armas grandes!
    o exercito é muito mais que isso, temos excelentes médicos, cientistas engenheiros etc…

    Curtir

  10. Esse Edison Loreiro,deve ser empreiteiro ou puxa saco desses corruptos ,a melhor rodovia do estado de Mato Grosso foi construida pelo 9º BEC(Nono Batalhão de Engenharia e construção sediado em Cuiabá-MT e que durou mais de 20 anos ,hoje as empreiteiras quando termina um trecho de rodovia já precisa voltar para tapar buraco.Poderia ter mais obras por esse Brasil afora dando formação aos jovens e contribuindo com a sociedade brasileira.
    VIVA O EXERCITO BRASILEIRO.

    Curtir

  11. Certíssimo, além da certeza que farão um serviço confiável e honesto, tiram-os dos quarteis para servir à Pátria!!!!!!!
    Parabéns pela iniciativa.

    Curtir

  12. Está de parabéns governo da Presidente Dilma e Exército. Sem competir com as grandes construtoras, com sua eficiência, honestidade e lealdade, esta corporação demonstra como pode contribuir com o país, sem intervenções ou golpes. E agora entendemos o ódio e as manipulações que são realizadas por golpistas desinformados, que nada contribuem para nosso desenvolvimento. E entendemos também as propinas pagas aos políticos privatistas, como os tucanos da vida, que formam verdadeiras quadrilhas, com o objetivo de enterrar o país, privatizar o que não lhe pertence e empobrecer ainda mais a população com a exclusão social. As mídias golpistas por seus interesses particulares, não divulgam o bom trabalho que o Exército realiza e sem a busca do lucro. Não seria interessante nem para as mídias e muito menos para os maus empresários e seus ‘lobs’ políticos e para o próprio sistema econômico instituído. Com certeza, se fosse divulgado tal contribuição do Exército, toda a sociedade o veria com orgulho e não com medo, para manter as regras institucionais. Nem a transposição do Rio São Francisco, quase não é divulgada, a não ser, como aconteceu recentemente, para criticar tal obra, muito importante para as populações locais. Continue esta parceria com o Exército Presidente Dilma. Da minha parte, como militante petista, fiquei feliz, com a contribuição do mesmo, sem críticas de quanto ‘pior’, ‘melhor’. E mesmo quando se tem críticas, tem que haver projetos.

    Curtir

  13. Ninguém me disse, não li em nenhum lugar, mas confesso que me emociono quando vi com meus próprios olhos, em viagens pelas estradas esburacadas do sertão, o Exército Brasileiro construindo estradas.E os motoristas que passavam, (incluindo eu, claro) paravam seus carros para aplaudir….lindo!!

    Curtir

  14. Esta é uma missão NOBRE do Exército … e quando a MISSÃO é NOBRE, os MISSIONÁRIOS se purificam e se tornam CADA vez mais REALIZADOS pela importância social e pública daquilo que fazem … Viva e parabéns ao Exercito Brasileiro … É assim que se CONSTRÓI uma VERDADEIRA NAÇÃO DIGNA …

    Curtir

  15. CONHEÇO O BATALHAO DE LAGES SC A MAIS DE CINQUENTA ANOS TRABALHANDO POR SANTA CATARINA E AGORA ESTOU FELIZ POR VER ESTE BATALHAO FAZENDO A ESTRADA CAMINHOS DA NEVE QUE SERA UM MARCO NAO SO PARA O SUL DO PAIZ COMO PARA O BRASIL.GOSTARIA DE AGRADECER CADA UM DESTES GUERREIROS E DEVERIAM SER APROVEITADOS PARA AMPLIAR MAIS ESTE TRABALHO POIS SEI QUE ALEM DE NAO PARALIZAREM OBRAS PARA PEDIR MAIS DINHEIRO TEM OBRAS DE GUALIDADE. QUE ORGULHO EU TENHO DO EXERCITO BRASILEIRO APESAR DE EU SER DE MARINHA.

    Curtir

  16. Eu não conhecia o projeto com o Exército. Agora entendo porque as empreiteiras reclamam a falta de verbas. E dá para entender porque os partidos corruptos estão com ódio. Para o PT ficar melhor é necessário uma reforma e expulsar àqueles que atrapalham o partido de avançar sua proposta.

    Curtir

  17. Parabéns a força desse país, é motivo de orgulho ver notícias como essa, onde o berço de mal exemplo víndo daqueles que que estão por aí, á atuação do exército nas frentes de trabalhos, está aí pra todo mundo ver, parabéns Exército de Caxias por dá um exemplo de honradez serviço e dignidade salutar.

    Curtir

  18. “O problema do Brasil não é dos sem-terra, sem-teto, se-camisa. É sim dos sem-caráter e dos sem-vergonha”. É dos sem-pátria, sem-amor ao povo e à nação.

    E NÃO GOSTAM DE SEREM TRATADOS COMO FASCISTAS! CAMISAS PRETAS!
    GOLPISTAS DE MERDA!
    COVARDES!
    CRETINOS LIGADOS AO PQ-PRIU!
    TRAIDORES, SABOTADORES DO PAÍS DE DO POVO BRASILEIRO.
    MERCENÁRIOS E SUA MERDELEZA!

    >> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/04/25/midioticos-midiotizantes-grupo-de-canalhas-sabotadores-do-pais-e-da-nacao-fascistas/

    Curtir

  19. Acho muito importante essa atuação das forças armadas nessas obras gigantescas as vezes até em lugares muito afastados e perigosos.Nosso Brasil com grande extensão territorial tem lugar para trabalho de todo o tipo de instituição.Em relação as empreiteiras já se viu que há muita corrupção envolvida.

    Curtir

  20. Com isso dá para se ter uma ideia do que acontece no país. Hoje, 22 de novembro de 2017, estamos com uma equipe de marginais no poder depois de um golpe midiático político e os responsáveis pela segurança da nação e do seu povo nada fazem, mesmo assistindo o desmoronamento da ordem econômica, social e política do BRASIL. Lula & Requião para o BRASIL a solução.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s