Uncategorized

Rio Grande do Sul, Estado de insatisfação generalizada…(Por Juremir Machado)

Por Juremir Machado no Correio do Povo

Metástase: Rio Grande do Sul, Estado de insatisfação generalizada. Brasil, estado de putrefação disseminada

O Correio do Povo tem as melhores capas do jornalismo brasileiro.

Publica as manchetes mais justas e equilibradas.

A edição desta quinta-feira, 16 de junho de 2016, é um quadro histórico.

Manchete principal: “Lava Jato – Delator envolve Michel Temer em esquema de propina”.

Dilma Rousseff, com todos os seus erros e defeitos, nunca proporcionou manchete assim.

Na foto principal, sobre o Rio Grande do Sul, brigadianos agridem manifestante.

Brigadianos que jogaram gás de pimenta até em estudantes sentados ou deitados.

13466558_10154129698735056_8007219092060487926_n

O Rio Grande do Sul tornou-se um Estado de insatisfação generalizada. Professores estão em greve por umas dez razões legítimas. Alunos ocupam escolas pelas simples razão de que chove dentro, faltam professores, corrimãos dão choque, as instalações são péssimas e nada acontece para melhorar.

Movimentos na área da saúde indicam que a doença se espalhou.

Esquisito é ver tantas críticas a ocupações, chamadas  de invasões, e tanto acomodamento diante das causas do desconforto geral. Em Porto Alegre, municipários também protestam. Prefeitura quer dar correção da inflação em três parcelas, pedalando uma delas para 2017. Correção salarial de prefeitos, secretários, deputados, governadores e outros assim nunca vem parcelada. Ou vem?

A página 3 do Correio do Povo é um diagnóstico assustador:

Delator envolve Temer em esquema de propina

Calheiros combinava propina em reuniões

Sarney: R$ 16 milhões de propina em dinheiro

Ministro do turismo embolsou R$ 1,5 milhão

Jucá ganhou mesada de R$ 200 mil por 10 anos

Aécio foi beneficiado com R$ 1 milhão em 1998

Lobão recebeu 25% de toda a propina do PMDB.

Cabe a pergunta: o PMDB acelerou e tornou-se o partido mais corrupto do Brasil ou ainda é o PT ? (Que aliás é o que menos tem políticos citados-Comentário do Blogueiro)

Cabe a estranheza: nada de panelaços; nenhum pedido de impeachment de Temer; nenhuma demissão de ministro; ruas vazias; nenhuma manifestação de verde e amarelo; pouca indignação com a corrupção.

Será que a corrupção do atual governo importa menos?

Será que as razões dessa indiferença passam pelos fatos de que:

– Temer pretende diminuir o tamanho do Estado

– Emagrecer ou cortar programas sociais

– Favorecer interesses internacionais represados

– Mexer na previdência

– Privatizar o que puder

– Destroçar a legislação trabalhista

Será, por hipótese, apenas isso, não mais, que toda a fúria contra a corrupção era só uma estratégia ideológica para demitir Dilma, tomar o poder e aplicar um programa de governo ultraliberal?

No RS, o governo queria aprovar o PL 44, um mecanismo de privatização dissimulado.

Esbarrou num ator social indignado: adolescentes politizados.

Como responder a eles?

Mandando camburões? Prendendo até jornalistas?

As capas do Correio do Povo me deixam aturdido.

Brasileirão – Grêmio empata em 3 a 3 com a Chapecoense.

Entramos no estágio da metástase.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s