Fascismo/Uncategorized

O bom momento dos covardes

promotor-estupradorTemos dois exemplos de pregação de retaliações com extrema violência no Estado, disseminados por quem deveria fazer exatamente o contrário. A questão é: o que faremos desses casos, para que não se acomodem em indignações barulhentas mas inconsequentes?

No primeiro, um promotor de Júlio de Castilhos disse a uma adolescente (na frente de uma juíza) que ela deveria ser estuprada por menores da Fase, porque teria mentido que havia sido violentada pelo próprio pai.

Mesmo que o caso seja de 2014, a repercussão acontece agora, porque o episódio chegou ao Tribunal de Justiça do Estado e foi divulgado em detalhes assombrosos pela repórter Adriana Irion, de Zero Hora.

O promotor que ofendeu a adolescente em audiência sabia ou deveria saber que a menina estava tentando se proteger de represálias, pois era sistematicamente estuprada.

Mesmo assim, a autoridade “desinformada” pregou a crueldade como vingança para a menina que considerava mentirosa. Uma mentira mereceria mais estupros. E a juíza que tudo ouvia ficou quieta.

O outro caso é este. Um comunicador de rádio de Porto Alegre disse no ar, há duas semanas, que jornalistas defensores de direitos humanos e seus filhos deveriam ser assassinados por delinquentes. Para que parassem de dizer bobagem e de proteger assaltantes.

Os dois, o promotor que agrediu e humilhou uma adolescente, desejando-lhe mais estupros, e o radialista que estimulou a chacina das famílias de colegas, deram a entender que os bandidos ouviriam seus apelos, ou estavam apenas blefando.

Eles são muito semelhantes, mas a diferença básica entre um e outro é esta. O promotor vai ser julgado pela própria categoria e pode até ser condenado e excluído do Ministério Público.

Já a pregação pública do radialista, lida de um texto que ele definiu como “editorialzinho”, foi completa e vergonhosamente ignorada pela própria categoria e também pelo Ministério Público. E dizem que ele pode até ser promovido.

O momento está muito propício aos covardes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s