Brasil/Fascismo

Candidato a Prefeito em Curitiba diz que vomita quando sente cheiro de pobre por perto

Rafael Greca é o sujeito que representa a “República de Curitiba”do Moro. Ele deixa bem claro o que pensa do Brasil. Entre outras barbaridades numa entrevista, ele confessou:

— Eu coordenei o albergue Casa dos Pobres São João Batista para a igreja católica durante 20 anos. Eu nunca cuidei dos pobres. Eu não sou São Francisco de Assis. Até porque a primeira vez que eu tentei carregar um pobre no meu carro eu vomitei por causa do cheiro. (O Globo)

No restante da referida entrevista, Greca mostrou não se interessar por políticas afirmativas e de desenvolvimento social, fazendo elogios rasgados a política assistencialista que leva os pobres a submissão, coisa que só foi quebrada pelo advento e fortalecimento do SUAS, Sistema Único de Assistência Social, e agora fortemente ameaçado pelo governo Temer, através da retrógrada visão de seu “ministro” Osmar Terra, que esta reimplantando o “comunidade solidária”. A Assistência Social corre perigo no Brasil, mas em Curitiba, se de fato ocorrer a vitória deste sujeito, ela já estará condenada a voltar aos anos d assistencialismo barato e submissor de pobres.

grecaE o mais impressionante é que este sujeito esta na frente pela disputa em Curitiba. Não há lugar para pobres na “República de Curitiba”. E a “república de Curitiba”, através de Moro, Dallagnol e seus estafetas são os capitães da conversão do judiciário brasileiro em instrumento do fascismo. Ao ouvir Greca, me assusta o que espera o Brasil pela frente nos próximos anos. O fascismo foi inoculado em corações e mentes pela grande mídia e assim eles golpearam a democracia, dando ares de suposta legalidade ao golpe. E continuam sua cruzada. Querem destruir até a raiz, os que ousaram construir um país onde pobres fossem contabilizados para o orçamento e tivessem políticas adequadas para tirá-los da pobreza. Lula, Dilma e o PT foram e são taxados de corruptos, mesmo sem provas. E repetidas milhares de vezes, as acusações mentirosas viram verdades no senso comum, inclusive entre os pobres, que acabam levados pelo inconsciente, votam em bandidos que não os toleram, como é o caso de Greca. Triste destino do Brasil, que repete novamente o erro de 1954 e de 1964. E pela falta de compreensão do momento político que vivemos por parte das direções a esquerda, o Brasil pode estar entrando na sua pior era, de ascensão jamais vista do fascismo na política nacional. Urge criar Frentes Anti Fascistas, lutar pela manutenção dos direitos e sinalizar para o povo com a bandeira da Constituinte Exclusiva e Soberana, única possibilidade não messiânica de mitigar a corrupção que corrói o meio político.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s