Rio Grande do Sul

Governo Sartori prepara pacote que confisca salário dos servidores

Em fase final de elaboração, o governo Sartori deve entregar, na próxima terça-feira (22), um pacote de medidas que pretende dar resposta à grave crise por que passa o governo. Desde que assumiu, esse governo tem alternando entre crises e anúncio de pacotes salvadores. O discurso da crise apareceu logo em seu primeiro pronunciamento, quando anunciou que precisaria tomar medidas drásticas para superar a suposta herança maldita recebida do governo anterior. O restante do ano de 2015 foi consumido com o mesmo discurso. Com isso, conseguiu aprovar o aumento de impostos, mudanças na previdência dos servidores, aumento do limite de saques dos depósitos judiciais e, até mesmo, a suspensão do pagamento da dívida com a União. Porém, a situação financeira se encontra igual ou, até mesmo, pior do que antes.

Seguindo na mesma política, o governo acena com mais um pacote salvador. Desta vez, Sartori se inspirou nas medidas tomadas pelo governador do Rio de Janeiro, também do seu partido, o PMDB. Lembrando que o governador do RJ, Luiz Fernando Pezão, foi vice-governador de Sérgio Cabral Filho, também do PMDB, que acaba de ser preso por liderar uma quadrilha que saqueou os cofres do estado.

Contribuição previdenciária dos servidores pode chegar a 30%

Uma das principais medidas previstas no pacote é o aumento da contribuição previdenciária dos servidores públicos estaduais. Pela proposta, a alíquota passaria para 14%, que é o máximo permitido pelo STF. Além disso, o governo pretende criar uma sobretaxa, por um período que pode chegar a até dois anos, de 16%, perfazendo um total de 30% de contribuição previdenciária. Em resumo, o governo quer pagar a sua incompetência confiscando o salário dos servidores públicos.

Além do confisco do salário dos servidores, o pacote deve incluir a extinção de até dez Fundações, com a demissão dos seus funcionários, e a privatização de estatais, entre elas a CEEE. Outras medidas, já levantadas nas reuniões realizadas, é a retomada do projeto que extingue a Licença Prêmio e outro que restringe a cessão de dirigentes para as entidades sindicais.

Governo prepara a repressão para votação do projeto

Já prevendo a forte rejeição ao pacote, o governo já prepara um forte aparato de repressão para cercar a Assembleia Legislativa. Assessores do Palácio Piratini já falam, abertamente, da necessidade de utilização da Brigada Militar para aprovar as medidas. No Rio de Janeiro, o governo, para garantir a votação das propostas de ataque aos servidores, utilizou a Guarda Nacional contra os manifestantes.

Um pensamento sobre “Governo Sartori prepara pacote que confisca salário dos servidores

  1. Pingback: Governo Sartori prepara pacote que confisca salário dos servidores — Luíz Müller Blog | ALÔ BRASIL

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s