trabalho

Paim apresenta voto em separado contra reforma trabalhista

O senador Paulo Paim (PT-RS) apresentará voto em separado (relatório alternativo) ao projeto da reforma trabalhista (PLC38/2017), que ataca diretamente os direitos dos trabalhadores. O senador disse não entender a pressa na aprovação da proposta e ainda questionou por que ela não pode voltar para a Câmara após ser debatida nas outras duas comissões previstas, Assuntos Sociais e Constituição e Justiça.

 

Ele pediu que se garanta a passagem por todas as comissões,sem acelerar a tramitação. “Preocupa-me porque essa urgência tão premente de que a matéria não possa, depois do debate que teremos nas outras duas comissões, voltar para a Câmara dos Deputados? Quem esperou 10, 20 ou 30 anos,não pode esperar mais dois ou três meses até que a proposta seja votada aqui no Senado e volte para Câmara”, indagou Paim.

 

Paim está convencido de que a reforma trabalhista não vai gerar emprego. Para o senador, as recomendações de veto feitas pelo relator do projeto são totalmente cabíveis.

“A exemplo de todo o povo brasileiro, é totalmente contra a questão da gestante e lactante em ambiente insalubre; contra a mulher no serviço extraordinário não tenha os 15 minutos de descanso; contra a jornada de 12×36; contra o trabalho intermitente, e mais,contra a negociação do intervalo intrajornada”, destacou Paim.

No voto em separado, que será lido na próxima semana, Paim disse que alguns pontos coincidem com os do relator, porém outros não, principalmente quando se trata da terceirização.

“A terceirização da atividade-fim não dá. Se quiserem regulamentar a situação dos 13 ou 14 milhões de terceirizados tudo bem, mas como está a terceirização da atividade-fim, nós temos a oportunidade de limpar a área e garantir a terceirização somente para aqueles que estão hoje nessa atividade, que é em torno de 14 milhões de trabalhadores”, argumentou Paim.

Um pensamento sobre “Paim apresenta voto em separado contra reforma trabalhista

  1. Pingback: Paim apresenta voto em separado contra reforma trabalhista | Luíz Müller Blog | BRASIL S.A

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s