corrupção

Sobre a corrupção e o “senso comum”

Face

Na fila do Banco ontem enfrentei um debate comum, e que precisa ser respondido, sob pena de acharmos mesmo que todos os outros, em especial os políticos, são corruptos. Postei o comentário acima no facebook logo após o “debate”. Um sujeito não pode ser servidor público e ter uma empresa funcionando, em qualquer área que seja. Mas no caso, esta é pior ainda. Ele tem uma empresa que atua na mesma área de atuação dele no serviço público. Então, devagar com o andor. Na sua ânsia de combater a democracia e garantir o máximo de ganhos para ela própria e para o mercado financeiro, a mídia exasperou o discurso do “todos os políticos são corruptos mas os do PT são mais”. E tome discurso moralista com Moro e sua trupe de procuradores da Lava Jato atropelando a lei e a mídia anunciando. Vai fazendo a cabeça das pessoas. Até por que, a resposta tem sido quase nula por parte da esquerda, e vira e mexe, tem alguém dizendo que é necessário fazer “mea culpa”. Puro moralismo do senso comum. Os corruptos são os outros, e precisam fazer mea culpa. Corrupto é o sistema, e é preciso mostrar isto para as pessoas. E não é difícil. Mas é preciso conversar. E foi o que eu fiz mais uma vez ontem. O resultado foi, silenciado o “acusador”, logo vieram vozes solidárias, que estavam silentes antes, só ouvindo. E mesmo aqueles que até acham que alguns do PT se “enlambuzaram”, ainda assim minimizam este fato, por que o que lhes salta a vista e a consciência é o fato do PT e de Lula terem feito os pobres melhorarem de vida e os salários dos trabalhadores os empregos terem chegados a patamares jamais registrados antes na história.  Publico aqui, para incentivar todos os leitores a fazerem o mesmo. Por que senão, o país vai naufragar, já que na onda do discursos moralista contra a corrupção, derrubaram a Dilma, que de corrupta não tem nada, mas por que achavam que a gestão dela não estava boa, aproveitaram pra derrubar ela. E os corruptos de verdade agora governam. E não há um movimento forte de rua para derrubá-los, por que as pessoas acham que tem algo errado com o Sistema Político, mas ao mesmo tempo, não veem a sinalização de outra possibilidade, que poderia ser por exemplo, uma Constituinte Exclusiva. Enquanto esta não vem, corruptos tratam de mexer na Constituição, configurando ela para que a Plebe não tenha mais direitos, a não ser que os conquiste por “mérito” próprio. E aí, os que nunca tiveram nada de bens, piorarão sua condição, pois o senso comum dirá que estas que nada tem, não o tem por não terem mérito. Hora da consciência coletiva da classe trabalhadora ser estimulada a produzir o novo. Achei bastante significativo o artigo do Presidente do PT-RJ que publiquei também aqui no Blog:

Nova Classe Média é o escambau! (Por Washington Quaquá)

Um pensamento sobre “Sobre a corrupção e o “senso comum”

  1. Pingback: Sobre a corrupção e o “senso comum” | Luíz Müller Blog – METAMORFASE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s