CINEMA/Uncategorized

Otto Guerra, o grande homenageado do Festival de Cinema de Gramado 

20170819_211355

Otto Guerra

 

Fiquei lisonjeado em ser um dos convidados, junto com a Jacqueline Sanchotene, da justa homenagem ao Otto Guerra. A foto aí, fui eu que tirei. Já a seguir, me valho de matéria do G1, bastante fiel ao noticiar a homenagem:

‘É possível viver de animação’, diz Otto Guerra ao ser homenageado no Festival de Gramado

Cineasta gaúcho, um dos principais nomes da animação no país, recebeu o Troféu Eduardo Abelin no Festival de Cinema, na serra gaúcha. Ele prometeu lançar longa ‘A Cidade Dos Piratas’ sobre o trabalho da cartunista Laerte no ano que vem.


Otto Guerra foi homenageado com o Troféu Eduardo Abelin no Festival de Gramado (Foto:  Edison Vara / Pressphoto )Otto Guerra foi homenageado com o Troféu Eduardo Abelin no Festival de Gramado (Foto:  Edison Vara / Pressphoto )

Otto Guerra foi homenageado com o Troféu Eduardo Abelin no Festival de Gramado (Foto: Edison Vara / Pressphoto 

 

O primeiro homenageado da 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado recebeu o Troféu Eduardo Abelin, em cerimônia na noite deste sábado (19). O cineasta gaúcho Otto Guerra, um dos principais nomes da animação no Brasil, foi agraciado com a distinção, destinada a entidades ou diretores brasileiros de cinema.

“Minha mãe dizia: ‘Meu filho é louco, ele faz uns bonequinhos animados’. Ninguém sabe muito bem o que é viver de desenho animado em Porto Alegre. Mas sim, isso existe. É uma coisa tão simples. Existe e é possível viver disso”, declarou.

Em seu discurso, ele pediu que o Brasil se unisse novamente e elogiou o cinema brasileiro. “Estamos num momento muito grave no Brasil. E a gente tem que parar de brigar entre nós, tem que fazer as pazes. Todos nós queremos a mesma coisa”, disse, e foi interrompido por aplausos. “Sei que parece patético, mas não é. Essa ferida que abriu no meio do Brasil, ela precisa ser colada novamente”, continuou, sob mais aplausos.

“O Collor nos anos 1980 acabou com a Embrafilme. A gente do cinema ficou no chão. E a sociedade civil, nós, vocês, se uniu. E a partir dos cacos foi feito a Ancine. E graças a Ancine, hoje a gente está no melhor momento do cinema no Brasil”, afirmou.

Ao final, pediu a soltura de Rafael Braga, preso durante as manifestações em junho de 2013. “Vamos parar com essa de prender só quem não tem dinheiro, pelo amor de Deus”.

Aos 61 anos, e com 40 de profissão, à frente da produtora Otto Desenhos Animados, o realizador esteve pela primeira vez no Festival de Gramado em 1984 com “O Natal do Burrinho”, que lhe rendeu o prêmio de melhor filme na Mostra Gaúcha de Curtas.

Otto Guerra cruza o tapete vermelho em noite de homenagem no Festival de Cinema de Gramado (Foto: Diego Vara/ Pressphoto)Otto Guerra cruza o tapete vermelho em noite de homenagem no Festival de Cinema de Gramado (Foto: Diego Vara/ Pressphoto)

Otto Guerra cruza o tapete vermelho em noite de homenagem no Festival de Cinema de Gramado (Foto: Diego Vara/ Pressphoto)

Desde então, o cineasta teve trabalhos premiados em outras seis edições do evento. A mais recente foi em 2013 com o longa-metragem “Até Que a Sbórnia nos Separe”, vencedor dos prêmios de melhor filme pelo júri popular e direção de arte.

“Eu nunca tinha vindo a Gramado antes de 1984. Vinha no Festival de Publicidade, porque eu trabalhava com isso. E de repente caio no Festival de Cinema. E o filme teve uma repercussão que eu não esperava”, lembrou o cartunista em entrevista coletiva antes da premiação. “Eu tenho até um kikito de madeira”, brincou.

Otto Guerra é um dos principais nomes da animação audiovisual brasileira (Foto:  Edison Vara/ Pressphoto )Otto Guerra é um dos principais nomes da animação audiovisual brasileira (Foto:  Edison Vara/ Pressphoto )

Otto Guerra é um dos principais nomes da animação audiovisual brasileira (Foto: Edison Vara/ Pressphoto )

“Foi uma legitimidade mesmo. Então isso aqui tem uma importância muito grande pra mim. Eu faço questão de lançar os meus filmes aqui em Gramado, pelo apreço que eu tenho, com todos os defeitos e qualidades”, afirmou.

Atualmente, Guerra trabalha em uma animação chamada “A Cidade dos Piratas”, baseada no trabalho da cartunista Laerte. Na entrevista coletiva, ele prometeu estrear o longa na edição do evento de 2018.

“Está na reta final. A direção de arte já foi terminada, são 950 cenas, mais ou menos. Falta 10 minutos de animação. E dinheiro chegou, a última parcela”, comemorou, bem-humorado, o cartunista.

“É louco porque a gente começou o projeto em 1993. Nesse período, o autor virou uma mulher, o que é uma coisa fora do padrão, né? É um falso documentário sobre tudo o que aconteceu. Eu estou achando maravilhoso poder fazer o filme”, disse.

‘A animação brasileira virou referência mundial’

O ano em que Gramado completa 45 anos de história também é o ano do centenário da animação no Brasil. A primeira é o curta “O Kaiser”, dirigido por Seth, pseudônimo do cartunista Álvaro Martins. A exibição foi em 22 de janeiro de 1917 no Rio de Janeiro.

“Quando eu nasci, era 1956, e só tinha sido feito um longa de animação no Brasil. Em 1973, quando comecei a trabalhar, eram três longas. Hoje já 25 em produção”, comentou, ao falar sobre o cenário atual da animação brasileira.

“A animação do Brasil virou referência mundial. No ano que vem, o Brasil será homenegado no Festival de Annecy”, comentou, ao falar do maior festival de animação do mundo, que acontece na França. “Virou um fenômeno, e isso é muito legal. A nossa cultura é muito rica, é riquíssima, é única. No ano passado, a gente quase ganhou o Oscar com “O Menino e O Mundo”, lembrou.

“O Oscar é um prêmio da indústria, é importante. E tem visibilidade. Eu digo que o primeiro filme brasileiro que vai ganhar um Oscar vai ser uma animação”, afirmou. “Que é por acaso o que estamos fazendo agora no estúdio”, riu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s