Pesquisa

Ibope demonstra que 50% dos brasileiros foram contrários ao impeachment

Até parte da esquerda achou que a maioria era a favor do golpe. A mentira repetida mil vezes, com imagens de muitos amarelos nas ruas, venceu a verdade. Já a verdade ficou escondida por falta de ser melhor comunicada ao povo. A pesquisa é claro, não é sobre comunicação, mas mostra como a comunicação faz cabeças, corações e mentes. E é pela comunicação que os liberais travam o combate cultural e flertam com o fascismo para destruir as idéias de Estado do bem Estar Social. 

Segue artigo do NOCAUTE sobre a pesquisa

O mais novo relatório do Ibope, com 165 páginas de pesquisa, foi divulgado hoje e deixa claro que o impeachment foi manipulado. Foram apuradas também questões como o aborto, maioridade penal e legalização da maconha.

O Ibope divulgou hoje, quarta-feira (15),  pesquisa de opinião pública sobre os ‘Dilemas do brasileiro: entre a descrença no presente e a esperança no futuro’. O instituto fez 1568 entrevistas em 108 municípios do país sobre diversos temas, incluindo o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

 

50% dos entrevistados responderam que foram a favor do impeachment, outros 50% disseram que foram contra, que não sabem ou não responderam. A pesquisa também demonstrou que a maioria dos brasileiros acredita que o governo deve intervir na economia, para combater a crise, reduzir a distância entre ricos e pobres e lutar contra a miséria. Além disso, a maioria da população rejeita o neoliberalismo, com suas teses de Estado mínimo.

 

No Nordeste, por exemplo, 58% responderam que foram contra o impeachment, contra apenas 35% a favor. E no geral, 42% dos entrevistados afirmaram categoricamente que sempre foram contra o impeachment. Entre a população mais pobre, que ganha até 1 salário mínimo, a maioria também respondeu que foi contra o impeachment.

 

Também, de acordo com o levantamento, 68% dos entrevistados discordaram totalmente da frase “O aborto deveria ser permitido no Brasil em qualquer circunstância”. Apenas 10% disseram concordar totalmente.

 

Chama a atenção que a rejeição ao aborto é maior entre os jovens, o índice sobe para 70% entre entrevistados de 16 a 24 anos e para 73%, entre 35 a 44 anos.

Do NOCAUTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s