Lava Jato

“Verdades absolutas” da grande mídia começam a cair por terra (Por Mário Augusto Jakobskind)

No BRASIL DE FATO

Moro Bretas

Bretas e Moro – Moral de cuecas, arreganhos com o fascismo e com o império

Por que não esclarecem o que vem sendo omitido?

O herói midiático juiz Sergio Moro recebe auxílio-moradia de mais de 4 mil reais mesmo tendo casa própria em Curitiba. No Rio de Janeiro acontece ainda mais com o juiz Marcelo Bretas que mora no Rio de Janeiro com a mulher em uma casa própria e o casal recebe duplamente o auxílio no valor superior a 8 mil reais.

De quebra ainda aparece a deputada Cristiane Brasil investigada por envolvimento com traficantes de droga em campanha eleitoral de 2010, para não falar que a filha de Roberto Jeferson transgride a lei trabalhista ao não assinar a carteira de trabalho de dois motoristas que trabalhavam para ela. E o nome da parlamentar segue indicada pelo atual governo para ser Ministra do Trabalho.

E ainda por cima, segundo a Folha de S. Paulo aparecem Ministros do atual governo lesa pátra, como os ricaços Henrique Meireles, Blairo Maggi, Eliseu Padilha, Alexandre Baldy, Gilberto Kassab e Helder Barbalho recebendo auxílio moradia e até auxílio alimentação. O também aposentado do Banco de Boston, Henrique Meirelles, deixou de lado o auxílio moradia quando admitiu ser candidato presidencial. E assim caminha o governo lesa pátria, que envergonha o Brasil e faz de tudo e muito mais para infernizar a vida dos trabalhadores.

Esses são as figuras políticas de confiança do honesto Michel Temer e os juízes considerados heróis do combate ao esquema da corrupção, que de alguma forma veio a ocupar o lugar do combate ao comunismo, que serviu de pretexto para o golpe empresarial militar de 1964. A mídia comercial, como sempre, ajuda a colocar na cabeça dos incautos a necessidade de combater a corrupção, mas omite fatos relacionados com uma forma superior de corrupção, a advinda do setor financeiro, que é contemplado com lucros astronômicos proporcionados pelas facilidades concedidas pelo atual governo do honesto Michel Temer.

Então, a estratégia midiática é endeusar os juízes, mesmo que eles, como no caso de Sérgio Moro e Marcelo Bretas, obtenham vantagens do tipo auxílio moradia e até mesmo auxílio alimentação percebendo salários superiores ao teto do funcionalismo público.

E assim caminha o Judiciário, que quando seus integrantes são questionados recebem duras críticas, como aconteceu recentemente com a presidenta do Supremo Tribunal Federal (STF), a Ministra Carmen Lúcia, que visivelmente joga para a plateia com a colaboração dos jornalões e telejornalões.

É claro que qualquer forma de corrupção, algo inerente ao modo de produção capitalista, deve ser combatido, só que não tem sentido ocultar uma forma de corrupção, com valores astronômicos, e praticado pelo capital financeiro que apoia governos como o do honesto Michel Temer.

Também não tem sentido os governos, como faz o honesto Michel Temer, facilitarem ainda mais os lucros, por exemplo, de empresas transnacionais como a Shell, contemplada com o perdão de um imposto totalizando pelo menos um trilhão de reais. Lápis e papel para se fazer as contas de quanto esse total ajudaria à área de saúde, educação e moradia.

Da mesma forma não tem sentido que a mídia comercial omita a conclusão de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado demonstrando que a Previdência é superavitária, mas o governo insistindo com a chantagem de que o setor é deficitário e se a tal contrarreforma não for aprovada agora em fevereiro o Estado brasileiro vai quebrar e os aposentados podem ficar sem receber o que têm direito.

A informação dos auditores fiscais, que confirma o superávit nas contas da Previdência, é também omitida pela mídia comercial, que diariamente faz coro com as chantagens proferidas pelo próprio Temer, agora em vários canais de televisão e rádios do Oiapoque ao Chuí.

Como se pode observar, a mídia comercial e o governo do honesto Michel Temer seguem na tentativa desesperada de seguir o receituário do Fundo Monetário Internacional (FMI) em relação à contrarreforma da Previdência. Querem de qualquer forma enfiar goela à dentro dos trabalhadores brasileiros a sua verdade, que segundo a CPI do Senado e dos auditores fiscais não passa de uma mentira deslavada. Se a mídia e o governo do honesto presidente Temer se consideram tão senhores absolutos da verdade, por que não esclarecem o que vem sendo omitido?

Diante desse quadro midiático em que Sérgio Moro e Marcelo Bretas são considerados os reis do combate a corrupção e o projeto denominado “ponte para o futuro” é tido como a salvação do Brasil, porque será que se evita o debate e não se coloca em discussão informações que entram choque com as verdades absolutas divulgadas diariamente e com cada vez maior intensidade pela mídia comercial?

O objetivo dessa estratégia é claro, ou seja, evitar que a verdade absoluta propalada pela mídia comercial não possa ser contestada de forma alguma e os incautos reforcem as suas fileiras.

O fato concreto é que o atual governo lesa pátria quer fazer o mesmo que foi feito no Chile na época de Augusto Pinochet, contemplando o setor privado, que infelicitou a vida dos trabalhadores. Por estas e outras é necessário aumentar a resistência a esse pernicioso projeto. Porque se nada for feito o Brasil será de fato o grande prejudicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s