Eleições

Manuela é ameaçada e entra com ação no TSE para garantir proteção

Manuela D’Ávila

Segundo publicação do UOL, a candidata a vice, Manuela D’Ávila, entrou com uma ação no TSE pedindo que a Polícia Federal passe a fazer sua segurança. Manuela teme atos de represália em razão de mensagens divulgadas em redes sociais que a acusam de ter ligação com o esfaqueador do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro.

Na petição, as defesas de Manuela e da coligação apresentam mensagens em redes sociais dizendo que a candidata teria entrado em contato com Adélio Bispo, que esfaqueou Bolsonaro em Juiz de Fora (MG) em 6 de setembro. Segundo as publicações, existiriam registros telefônicos entre Manuela e Adélio no período das 6h às 15h no dia do ataque a Bolsonaro.

Manuela conta com segurança privada, contratada pela campanha, para agendas em Porto Alegre e em São Paulo. Em outras localidades, é necessário pedir o apoio de militantes da coligação. Os candidatos a presidente, por sua vez, recebem proteção de agentes da PF, como é o caso do cabeça de sua chapa, Fernando Haddad (PT).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s