Uncategorized

Paulo Guedes quer dizimar reservas internacionais conquistadas nos governos do PT

Candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, conversa com economista Paulo Guedes durante evento no Rio de Janeiro

 

Nas discussões internas da equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, propôs a redução das reservas internacionais do país, que hoje somam US$ 380,3 bilhões. Para Guedes, segundo informou ao Valor uma fonte que participou da elaboração do programa do novo governo, não faz sentido o Brasil manter nível tão elevado de reservas cambiais, principalmente, porque o custo de carregamento é muito alto.

Um dos argumentos de Guedes é que a venda de parte das reservas permitiria reduzir o tamanho da dívida pública, além de diminuir substancialmente a despesa com os juros dessa dívida, o que é considerado pelo principal economista de Bolsonaro um dos objetivos primordiais da nova política econômica.

As reservas brasileiras foram constituídas por meio de endividamento público. O Banco Central usa títulos emitidos pelo Tesouro Nacional para obter os recursos necessários à compra de dólares. Assim, o custo das reservas é calculado pela diferença entre a taxa de captação do Tesouro, que grosso modo corresponde à taxa básica de juros (Selic), e a remuneração obtida pela aplicação dos recursos no exterior, geralmente muito baixa.

Hoje, as reservas equivalem a 20% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto a dívida bruta do governo, nos 12 meses acumulados até setembro, está em 77,2% do PIB. A despesa anual com juros, por sua vez, chegou a 5,9% do PIB nos 12 meses até setembro. Com a venda de reservas, o BC reduziria o endividamento do setor público, diminuindo o gasto com juros.

O volume de reservas tem ajudado o Brasil a enfrentar crises externas. Foi crucial para o país lidar, por exemplo, com a severa crise financeira mundial em 2008. Parte do staff de Bolsonaro teme, porém, que a redução das reservas possa causar algum tipo de perturbação no mercado, justamente no início do novo governo.

Do Blog da Cidadania com informações Do Valor Econômico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s