Capitalismo/Uncategorized

Seis brasileiros concentram a mesma riqueza que a metade da população mais pobre

Estes seis ganham mais do que 100 milhões de Brasileiros. Sobre estes e outros, que Bolsonaro fala quando diz que é horrível ser patrão no Brasil.  E tu achas o que disto?

Estes mesmos milionário também pagam muito menos em impostos do que os 100 milhões. Eles vivem dos “dividendos” de ações. E só no Brasil dividendos não pagam impostos. E não existe Imposto Sobre Grandes Fortunas, que existem em todos os outros lugares do mundo. Embora a conversa seja outra, Bolsonaro representa justamente esta turma. Ele se aproveita do fato das pessoas pensarem que é possível ficar rico como estes caras só por mérito próprio. É o que passa pela cabeça por exemplo de um motorista do UBER. Muitos destes, ao decidirem dirigir, acham que agora decidem sobre seu trabalho e seu destino. Antes trabalhava 8 horas por dia e por terem carteira assinada, tinha direito a férias, 13º salário, Fundo de Garantia, Previdência Social, Auxilio Doença quando ficava doente ou se acidentava, etc… Como motorista do UBER, trabalha 7 dias por semana, 13 e até 14 horas por dia e não tem mais nenhum direito destes. Enquanto isto o sujeito que criou o aplicativo do UBER em poucas horas, ganha dinheiro sobre o trabalho de cada motorista do UBER, sem ter que trabalhar. E é tão multibilionário quanto o Saverin, brasileiro, um dos donos do Facebook, que esta na lista. Lê mais sobre esta aberração do capitalismo na matéria a seguir, do EL PAÍS:

Estudo da Oxfam revela que os 5% mais ricos detêm mesma fatia de renda que outros 95%

Estudo Oxfam sobre desigualdade social

Foto da favela de Santa Marta no Rio de Janeiro. APU GOMES AFP

Jorge Paulo Lemann (AB Inbev), Joseph Safra (Banco Safra), Marcel Hermmann Telles (AB Inbev), Carlos Alberto Sicupira (AB Inbev), Eduardo Saverin (Facebook) e Ermirio Pereira de Moraes (Grupo Votorantim) são as seis pessoas mais ricas do Brasil. Eles concentram, juntos, a mesma riqueza que os 100 milhões mais pobres do país, ou seja, a metade da população brasileira (207,7 milhões). Estes seis bilionários, se gastassem um milhão de reais por dia, juntos, levariam 36 anos para esgotar o equivalente ao seu patrimônio. Foi o que revelou um estudo sobre desigualdade social realizado pela Oxfam.

O levantamento também revelou que os 5% mais ricos detêm a mesma fatia de renda que os demais 95% da população. Além disso, mostra que os super ricos (0,1% da população brasileira hoje) ganham em um mês o mesmo que uma pessoa que recebe um salário mínimo (937 reais) – cerca de 23% da população brasileira – ganharia trabalhando por 19 anos seguidos. Os dados também apontaram para a desigualdade de gênero e raça: mantida a tendência dos últimos 20 anos, mulheres ganharão o mesmo salário que homens em 2047, enquanto negros terão equiparação de renda com brancos somente em 2089.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s