Trabalhadores/Uncategorized

Info-proletários, os trabalhadores super explorados que as lideranças tem dificuldade de enxergar (Vídeo)

Este humilde blogueiro sabe que o mundo se move pela Luta de Classes. A disputa entre a burguesia,dona dos meios de produção e os trabalhadores que vendem sua força de trabalho para o burguês. A burguesia, e não estou falando do dono do pequeno empreendimento, tira lucro (mais valia) em cima do trabalho do trabalhador. As novas tecnologias mudaram as classes por dentro: a Burguesia já não é mais o dono da fábrica que produz produtos. Ela hoje é muito menor em número e opera o capital financeiro internacional. Mas a Classe Trabalhadora aumentou de número e é muito mais explorada, embora muitos se achem Classe Média. O motorista do UBER e de qualquer aplicativo por exemplo, é tão explorado, que o Patrão já não entra mais nem com o meio de produção, no caso o carro. O trabalhador entra com o carro, com os impostos e ainda paga um percentual que varia entre 22 e 25% do que consegue ganhar com a sua “produção de trabalho, qual seja, transportar passageiros. Para ganhar uma média de R$ 4.000,00 brutos, um motorista de Aplicativo trabalha até 14 horas por dia. Desconta 25%, ou seja, R$ 1.000,00 para o patrão, o dono sdo aplicativo. Tem ainda o IPVA, o Seguro, a Gasolina e a manutenção do Carro. Se quiser, ou se puder, a contribuição com a Previdência Social custará no mínimo mais R$ 60,00 se o Uberista se converter em MEI-Micro Empreendedor Individual. Senão, não tem direito previdenciário nenhum, e se sofrer um acidente, ficar sem poder trabalhar por acidente ou doença, não terá nem um centavo de amparo, coisa que os trabalhadores formais tem. Mas não estamos falando só nos mais de 2 milhões de motoristas de aplicativos. Estamos falando de mais de 13 milhões de trabalhadores em Tele atendimento, construtores e operadores de Softwares, Web designers, operadores e construtores de Redes Digitais, etc… E a grande maioria deles esta desamparada, por que sequer um sindicato tem. Muitos se acham “empreendedores” e “donos de seu tempo”, embora trabalhem até 14 horas por dia e não tenham nem sábado e domingo de descanso na maioria dos casos, Mas pra lá de se acharem empreendedores, mais trágico é que quem deveria ajudá-los a adquirir a Consciência de Classe dos trabalhadores que são, não os entende como classe trabalhadora. E assim, sem a Classe Trabalhadora tomar consciência de si e de sua força nestes tempos de revolução tecnológica, a burguesia, dona do capital financeiro internacional, vai engolindo inclusive a velha burguesia que era dona dos meios de produção e contratava os trabalhadores com direitos, por mínimos que fossem, por que estava obrigada pela Lei Maior do País, a Constituição. E os direitos se vão. Foi assim que liquidaram com direitos que os trabalhadores conquistaram no Brasil com o advento da CLT, Consolidação das Leis do Trabalho, que já não existe mais. A Classe Trabalhadora também esta as vésperas de perder direitos previdenciários com a “Deforma da Previdência”. Esta na hora do PT, Partido dos Trabalhadores, que já foi luzeiro da Classe Trabalhadora voltar a sê-lo. Senão perderemos a nação brasileira, viraremos colônia e modernos escravos, dispostos a trabalhar 14 horas por dia para sobreviver ganhando merrecas, moverão o Brasil, transformado em Colônia. Para a Classe Dominante, a burguesia do capital financeiro internacional, será um paraíso. Nem robôs precisarão comprar, pois terão escravos custando mais barato, já que não terão mais direito nenhum e ainda em muitos casos entram até com os meios de produção. Este artigo escrevo, por me sentir obrigado a fazer uma reflexão depois que a Globo no Programa Fantástico alertou para o tema. Tá na hora dos que representam a Classe Trabalhadora acordarem e reascenderem o luzeiro para que os trabalhadores consigam sair da escuridão da caverna de impressões a que a burguesia os esta submetendo, em especial as novas formas da Classe surgidas com as “novas tecnologias”.

Pela primeira vez publico aqui um link para um programa da Globo: Assista. São 13 minutos instigadores:

Revolução digital impacta saúde do trabalhador brasileiro e cria os infoproletários

https://globoplay.globo.com/v/7575115/#GLOBOPLAY-LATERAL-NOTICIAS-item-sel-9,rec-coldstart-section,3d6433e3-4f5c-4383-9cda-5707eac7537c

2 pensamentos sobre “Info-proletários, os trabalhadores super explorados que as lideranças tem dificuldade de enxergar (Vídeo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s