Uncategorized

Paim alerta sobre 700 mil portoalegrenses que podem perder atendimento da Saúde pública nos próximos dias (Video)

Ao pretender demitir 1.840 trabalhadores da Saúde, o Prefeito de Porto Alegre quer acabar com as 200 Equipes de Atendimento do Programa Saúde da Família e ainda fala em fechar mais de 40 postos de saúde. O objetivo é a privatização e a mudança na Política de Saúde da Família, migrando da Saúde Preventiva realizada hoje, para retornar a velha metodologia das clinicas e hospitalização. Isto significa que as famílias, até para o atendimento básico, vão ter que se deslocar pela cidade, gerando mias custos pra quem muitas vezes ganha mal e mal para comer. E ele faz isto bem em época de crise econômica e ampliação do desemprego e pobreza.

O Senador Paim, comprometido com a população do Rio Grande e de Porto Alegre, pediu da tribuna do Senado alertou sobre a tragédia que poderá se abater sobre a saúde dos porto alegrenses e pediu que Marchezan reveja sua posição e crie as condições para manter os servidores da Saúde.

Há instrumentos legais para isto, inclusive com a criação de Empresa Pública, como já aconteceu em outras cidades.

Marchezan só não o fará se não quiser. Aliás, já deveria ter feito, por que a Ação Judicial que acabou com o Instituto Irregular e Ilegal já tramitava há mais de 8 anos na justiça e em todas as instâncias a Prefeitura havia perdido. É então caso que deveria já estar resolvido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s