Uncategorized

Brasil serviçal dos EUA: Golpe Militar contra Evo Morales na Bolívia tem apoio de Bolsonaro e sua “milicia”

O Golpe esta consumado na Bolívia. Para evitar banho de sangue, Evo Morales renuncia e vai para o Exílio. é bem provável no entanto que não evite o banho de sangue, já que várias Autoridades Eleitas, como Prefeitos, Governadores e Ministros já foram alvos de ataques neste fim de semana. O ódio espalhado pelas redes sociais, que começou com fake news, impropérios e xingações, se transformou em ataque físico contra cidadãos só por que são apoiadores do Governo Evo. O proto fascismo do Século 21, difundido via grande mídia e via redes sociais, é o método da Guerra Hibrida. Dividem os povos para poder comandar. E a principal arma é a comunicação com muita “inteligência” americana e psicologia e comunicação de massas elevadas a enésima potência pela rapidez das redes sociais e da internet. Se a esquerda não acordar logo para o fato, e continuar achando que comunicação é só instrumento de marketing, a pequena vitória que tivemos com a libertação de Lula, logo será novamente transformada em derrota.

Ficou evidente nas falas do Presidente Eleito Alberto Fernandez da Argentina e de muitas lideranças internacionais, que Lula pode comandar a resistência e a retomada da América Latina para os Latino Americanos.

Feita a introdução, leia o artigo da Fórum, Publicado pela manhã, antes da concretização definitiva do golpe.

A vitória de Fernandez na Argentina e a Libertação de Lula são batalhas vencidas pela centro esquerda. O Golpe contra Evo é uma batalha vencida pelo capital financeiro internacional, aliado ao proto fascismo e as igrejas pentecostais.

Muitas outras batalhas serão lutadas na Grande Guerra que não termina. É a Luta de Classes. E a nós cabe reacender a consciência de Classe dos Trabalhadores, incluindo principalmente os das novas profissões surgidas a partir da Revolução tecnológica. Estes que se entendem empreendedores, e como tal se submetem a uma escravidão disfarçada, achando que um dia serão “empresários. Mas para que a consciência coletiva se acenda e ascenda, é preciso INFORMAÇÃO E FORMAÇÃO com a mesma velocidade com que tentam os meio tentam desinformar e reescrever a história e desvirtuar a verdade, desenhando o que seria uma “pós verdade”. A Terra não é Plana e o mundo só existe por causa do trabalho. Sem trabalho não há o mundo como o conhecemos. E o mundo deve ser dos que trabalham, coletivamente, e não dos que Exploram o trabalho ao limite, até escravizá-lo.

Segue a matéria da Fórum sobre o envolvimento nefasto do Governo Brasileiro no Golpe na Bolívia.

“Homem de confiança de Jair Bolsonaro” é citado em áudio de opositores que tentam golpe contra Evo na Bolívia

Série de áudios de opositores ao governo Evo Morales revela ainda o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, além da articulação com políticos dos EUA e de Israel para “queimar estruturas do partido de governo e atacar também a embaixada de Cuba”

Evo Morales cumprimenta Bolsonaro durante a posse (Reprodução)

Por Victor Farinelli na Revista Fórum

A tentativa de realizar um golpe de Estado na Bolívia ficou em evidência com uma série de áudios revelados pelo jornal boliviano El Periódico, onde é possível ver como alguns importantes líderes opositores convocam abertamente a uma “mobilização até a queda do presidente”. Em um dos áudios, um interlocutor revela o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, e fala de um suposto “homem de confiança de Jair Bolsonaro, que assessora um candidato presidencial”.

O áudio não especifica qual, mas bate com as informações de que o Itamaraty está desde maio em conversas frequentes com o líder opositor Luis Fernando Camacho, do Comitê Cívico, o mesmo partido do candidato Carlos Mesa, segundo colocado nas eleições de outubro.

Presidente do Comitê Cívico de Santa Cruz, Luis Fernando Camacho, que convocou militares para um golpe em Evo Morales, foi recebido por Ernesto Araújo, chanceler de Jari Bolsonaro, em maio para tratar do assunto. Após encontro no Itamaraty, Camacho ressalta que recebeu instruções de Araújo sobre como agir diante da Constituição boliviana, que permite reeleições sucessivas no país e que teve o compromisso “governamental” do Brasil sobre a questão.

“Conseguimos o compromisso pessoal e governamental do chanceler Ernesto Fraga Araújo de elevar como estado brasileiro e garante da cpe a encomenda de interpretação da convenção sobre a reeleição indefinida para a cidh. O Chanceler instruiu de forma imediata e na mesma reunião que se realize a consulta”, relatou o opositor, que aparece na lista do caso que ficou conhecido como Panamá Papers como intermediáro e dono de empresas offshore que seria usadas para lavagem de dinheiro de origem duvidosa, especialmente em casos de corrupção.

Ainda no áudio número cinco (a partir do minuto 8), um dos estrategistas da oposição fala que “temos que começar a nos organizar para falar de política nas igrejas, como já se faz a muito tempo no Brasil, que já tem deputados, prefeitos e até governadores da igreja (evangélica)”. No mesmo áudio, nos últimos 3 minutos, se fala no apoio do governo de Israel para o mesmo plano desestabilizador.

EUA e Israel
Entre as muitas gravações – todas elas teriam sido realizadas antes das eleições de 20 de outubro -, chamam a atenção as que mostram como os grupos desestabilizadores contaram também com o apoio dos governos dos Estados Unidos e de Israel.

O primeiro da série de 16 áudios (ouça todos os áudios na reportagem do jornal boliviano El Periódico) mostra a articulação dos opositores com o senadores norte-americanos Ted Cruz, Bob Menéndez e Marco Rubio e a participação da diplomacia estadunidense para fortalecer a estratégia desestabilizadora da oposição. Também se revelam ordens para “queimar estruturas do partido de governo e atacar também a embaixada de Cuba”.

Esta última ideia ainda não aconteceu, mas a estratégia de queimar sedes partidárias, de organizações sociais, e também as casas de figuras políticas de esquerda (como a da irmã de Evo Morales) já está em andamento.

No áudio número 10, um ex-coronel boliviano chamado Teobaldo Cardoso, comenta sobre os preparativos realizados por um grupo de altos oficiais militares, alguns retirados e outros da ativa, que estariam dispostos a iniciar uma guerra contra o governo de Evo Morales.

No áudio 15, os líderes opositores Jaime Antonio Alarcón Daza, Iván Arias e outros membros do partido Comitê Cívicos falam sobre as medidas visando manipular a opinião pública a respeito dos resultados eleitorais, para assim declarar fraude. A conversa cita apoios por parte da Fundação Jubileo, da União Europeia, da Embaixada dos Estados Unidos e de igrejas evangélicas.

Paralelamente a isso, um último áudio, que não consta na matéria do El Periódico e que foi gravado pela ativista boliviana Adriana Guzmán do coletivo Feminismo Comunitário Antipatriarcal, relata o que ela considera “um golpe de Estado com claras características racistas”, com foco na destruição de sede de movimentos sociais ligados à comunidade indígena. Ela conta como as ações dos opositores “destrói sedes indígenas, e sempre atuam queimando as bandeiras indígenas nos locais e içado bandeiras da Bolívia”.

Ouça o áudio de Adriana GuzmánTocador de vídeo00:0007:33

Notícias relacionadas

2 pensamentos sobre “Brasil serviçal dos EUA: Golpe Militar contra Evo Morales na Bolívia tem apoio de Bolsonaro e sua “milicia”

  1. Meu Irmão, quem botou esse indio cocalero pra correr foi o povo, para com essa mania de dizer que toda vez que a esquerda perde é golpe.
    Golpe era esse vagabundo mais 5 anos no poder por uma eleição fraudada, tinha que ir pra cadeia e devolver o que roubou.
    Esse mesmo “Democrata” tomou a refinaria da petrobrás e o Companheiro Lula não fez nada, deixou ele roubar nosso patrimonio.
    Ja vai tarde

    Curtir

    • Democracia é por eleição. Evo ganhou a eleição por que defende a nação. Por defender a nação, estatizou o Petróleo e o gás que é deles. E o “índio” é na verdade o 1° presidente da América do Sul que é de povo originário.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s