Uncategorized

Perseguição política: PF ignora seus próprios laudos e pede prisão de filho do Filho de Lula, mas justiça rejeita

Em 2016, a Polícia Federal analisou a evolução patrimonial de Lulinha e concluiu que não há indícios de corrupção. “Frente às informações prestadas ao fisco federal, demais dados apresentados para exame, foi constatado que evolução patrimonial do sr Fábio Luis Lula da Silva formalmente compatível com as sobras financeiras correspondentes, no período compreendido entre os anos de 2004 2014. Clique no link para o artigo de 2016 e o laudo da PF a Época. Pois a PF tucana voltou ao ataque hoje, requentando falsificações e mentiras que até a própria PF já havia rejeitado. A Perseguição contra Lula e sua Família continua:

Do Brasil 247 – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira nova fase da operação Lava Jato para investigar supostos repasses, feitos entre 2004 e 2016, de ao menos R$ 170 milhões das empresas Oi/Telemar e Vivo/Telefônica em favor do grupo Gamecorp/Gol, que tem Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como controlador.

Segundo o MPF,  parte dos supostos repasses teria sido utilizada para a aquisição de um sítio em Atibaia (SP) no interesse de Lula.

Em 2016, reportagem do jornal O Estado de S. Paulo mostrou que a Polícia Federal, a pedido da Lava Jato, analisou a evolução patrimonial de Fábio Luis Lula da Silva e concluiu que não há indícios de corrupção.

“Frente às informações prestadas ao fisco federal, demais dados apresentados para exame, foi constatado que evolução patrimonial do sr Fábio Luis Lula da Silva formalmente compatível com as sobras financeiras correspondentes, no período compreendido entre os anos de 2004 2014”, aponta o laudo da Polícia Federal.

O relatório foi encomendado pelo delegado Márcio Anselmo, que investiga a família de Lula por causa do Sítio de Atibaia e do triplex no Guarujá. Na visão da força-tarefa da Lava Jato, Lula é dono oculto da propriedade localizada no interior paulista, que está em nome dos empresários Jonas Suassuna e Fernando Bittar, sócios do filho de Lula.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s