Uncategorized

PM youtuber bolsonarista perde porte de arma e pode ser expulso da corporação. Alguém na PM acordou e quer impedir avanço do fascismo?

Do Falando Verdades

Youtuber de extrema-direita, ligado ao MBL (Movimento Brasil Livre), o policial militar Gabriel Monteiro ganhou visibilidade política com seus vídeos, tumultuando eventos políticos de esquerda.Ele teve o porte de armas suspenso, foi afastado da PM e pode ser expulso da corporação.

O jovem policial militar e militante do MBL (Movimento Brasil Livre) e também assessor de um deputado do PSL, o ex-partido de Bolsonaro, Gabriel Monteiro afirmou por meio de suas redes sociais nessa quinta-feira (5), que ele estaria em processo de expulsão da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Quem lê os argumentos do Youtuber que posto a seguir sem ver o perfil do sujeito no YouTube, pode até acreditar na conversa mole dele. Mas o fato é que a defesa de métodos truculentos característicos do fascismo

“Acabo de ser informado que NÃO TENHO MAIS PORTE DE ARMAS, estou no PROCESSO DE EXPULSÃO DA PM, porque questionei o Coronel IBIS, EX COMANDANTE GERAL DA PM, por ter forte contato nas áreas do COMANDO VERMELHO. É chocante, lutar contra a corrupção está me expulsando da @PMERJ”, tuitou Monteiro, compartilhando imagem do processo.


Gabriel Monteiro@GMonteiroRJ

Acabo de ser informado que NÃO TENHO MAIS PORTE DE ARMAS, estou no PROCESSO DE EXPULSÃO DA PM, porque questionei o Coronel IBIS, EX COMANDANTE GERAL DA PM, por ter forte contato nas áreas do COMANDO VERMELHO. É chocante, lutar contra a corrupção está me expulsando da @PMERJ

View image on Twitter

21.3KTwitter Ads info and privacy10.1K people are talking about this

O PM Youtuber do MBL, afirma que está sendo ameaçado pela facção Comando Vermelho e gravou até um vídeo falando sobre isso. Ele acusa um coronel da PM de associação com o Comando Vermelho.

The Intercept Brasil mostra que a Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro teria decidido afastar o PM militante do MBL, Gabriel Monteiro, segundo a matéria:

“O caso fez a Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro decidir pelo seu afastamento da corporação. Gabriel foi acusado de ofender a instituição nas redes sociais, manter conduta irregular e faltar ao trabalho para participar de atividades do MBL. Segundo a decisão, o militar ostentava “uma ficha disciplinar extensa, demonstrando ineficiência no exercício da função e descompromisso com o serviço militar”. Decidiu-se que o youtuber perderia o porte de arma, seria encaminhado para a Comissão de Revisão Disciplinar e teria sua identidade de PM suspensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s