Uncategorized

Bolsonaro e Mourão têm três dias para prestar informações em ações no TSE

Com a vinda a luz de todas as falcatruas dos Bolsonaro, incluindo o disparo de milhões de fake News através das Redes Sociais durante a campanha eleitoral, abre-se um facho de luz sobre a escuridão que vai encobrindo o Brasil e pode chegar ao ápice em Novembro, quando Bolsonaro nomear um primeiro Juiz para o STF, que poderá lhe dar o poder absoluto também naquela casa que facilitou o golpe contra a democracia em 2016 e que chancelou a ação ilegal do Juiz Tucano Moro, de impedir Lula de concorrer e até de fazer campanha para Haddad.

Mas até nas eleições de 2018, imaginavam os doutos do STF, que o tucanato venceria as eleições e as chinelonas elites tupiniquins voltariam a governar e os pobres e “diferentes” voltariam aos guetos simplesmente, por que seu símbolo e defensor maior, Lula, o lulismo e o PT estariam derrotados. Não rolou. O que veio foi o nazi fascismo bolsonarista, calçado em forte empurrão econômico e telemático do Império.

Pois bem. A eleição foi fraudada. E se as fake news são crime, crime mais óbvio ainda, inscrito na lei, é o Caixa Dois recheado por dinheiro de empresários como o “véio” da Havan, o dono da Madero e Sócio de Luciano Huck e outros empresários criminosos.

O fato é, que se o TSE confirmar a Constituição e usar as provas que sairão do processo da Fake News do STF, a Chapa terá que ser cassada. O Brasil se livrará da escuridão nazi fascista. Mas se o TSE e o STF titubearem desta vez, as sombras da barbárie cobrirão o Brasil. Viraremos uma Narco República, aos moldes do México da década passada.

Segue a matéria do Correio Braziliense:

Ministro Og Fernandes abriu prazo para que ambos se manifestem sobre pedido do PT para que informações de inquérito das fakes news que corre no Supremo sejam juntadas aos processos que pedem cassação da chapa vencedora das eleições de 2018

 O corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Og Fernandes, deu o prazo de três dias para que o presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão prestem informações no âmbito de Ações de Investigação Judiciais Eleitorais (Aijes), que tratam do suposto impulsionamento de campanha durante o pleito de 2018.
Og pede que ambos se manifestem em relação ao um pedido do PT para que dados levantados pelo inquérito das fake news, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) sejam anexados as ações que acusam a campanha do presidente e vice de irregularidades e podem resultar na cassação da chapa.

De acordo com a decisão, tomada nesta sexta-feira (29), depois de três dias, “com ou sem resposta”, o Ministério Público Eleitoral deve ser ouvido, também no prazo de três dias. Após esse tempo, que se refere a dias corridos, Og volta a analisar o caso e decide sobre a solicitação do PT, partido de Fernando Haddad, que foi o segundo mais votado no segundo turno, e perdeu para Bolsonaro.

Um pensamento sobre “Bolsonaro e Mourão têm três dias para prestar informações em ações no TSE

  1. Pingback: Bolsonaro e Mourão têm três dias para prestar informações em ações no TSE | Luíz Müller Blog – ACALANTO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s