Lula/mídia

Lula nega entrevista ao Jornal o Globo e explica o porquê não pegar o 1º ônibus que passa

Lula, ao contrário de setores da esquerda que brigam pra ter um espacinho de 30 segundos ou umas linhas na Rede Globo, aprendeu que isto não adianta nada. A Globo é Comando de 1ª linha das narrativas da Classe dominante, inclusive aquelas que engambelam parte da esquerda. Segue artigo Do Blog do Esmael com a Carta do Lula explicando por que:

O ex-presidente Lula recusou um pedido de entrevista do jornal O Globo. O motivo é que, para Lula, as Organizações Globo lideraram perseguição judicial (lawfare) para impedi-lo de ser candidato em 2018, mesmo com a lei brasileira e decisão das ONU garantindo esse direito.

Do Blog do Esmael

Segundo ele, as mídias da Globo esconderam as suas absolvições na justiça que desmontam a tese do “power point”, e as muitas provas de sua inocência e de que foi vítima de um processo político e parcial, diversas vezes demostradas pela sua defesa desde 2015.

Também não mostraram as denúncias da série de reportagens da Vaza Jato feitas pelo site The Intercept Brasil em parceria com veículos como a Folha de S. Paulo, Agência Pública entre outros órgãos de imprensa.

A última entrevista de Lula para um veículos das Organizações Globo foi para o jornalista Roberto D’Ávila, para a Globonews, em 2015.

Lula enviou uma carta ao jornalista Bernardo de Mello Franco explicando seus motivos. Leia a seguir:

“Prezado Bernardo,

Agradeço o convite para uma entrevista para o jornal O Globo em uma série sobre ex-presidentes da República. Seu convite destoa da censura imposta pelas Organizações Globo. Não confundo as organizações com as diferentes condutas profissionais de cada um dos seus jornalistas.

O que me impede de atendê-lo é o notório tratamento editorial que as Organizações Globo adotam em relação a mim, meu governo e aos processos judiciais ilegais e arbitrários de que fui alvo, que têm raízes em inverdades divulgadas pelos veículos da Globo e jamais corrigidas, apesar dos fatos e das evidências nítidas, reconhecidas por juristas no Brasil e no exterior.

As próprias sentenças tão celebradas pela Globo são incapazes de apontar que ato errado eu teria cometido no exercício da presidência da República. Fui condenado por ‘atos indeterminados’.

Ao invés de ser analisada com isenção jornalística, a perseguição judicial contra mim foi premiada pelo O Globo. As revelações do site The Intercept foram censuradas, escondendo as provas de que fui julgado por um juiz parcial, em conluio com os promotores, que sabiam da fragilidade e falta de provas da sua acusação.

Enquanto não for reconhecido e corrigido o tratamento editorial difamatório das Organizações Globo não será possível acolher um pedido de entrevista como parte de uma normalidade que não existe, pelos parâmetros do jornalismo e da democracia.

Luiz Inácio Lula da Silva”

Mais um comentário do Luiz Müller Blog: Ninguém notou que os movimentos Antifascistas das ruas tiveram sequencia na narrativa da Globo no Fantástico mostrando finalmente o que foi o fascismo? Não notaram também que durante a semana, pelo menos em três programas, vários colunistas, youtubers e Ciro Gomes dizem que Bolsonaro e Lula são iguais? E pra fechar a Semana, junto com as tais mobilizações “antifascistas”, a Globo chama um Debate sobre uma “Frente Democrática” com FHC, Ciro Gomes, Marina e…sem o PT? Me desculpem, mas tá parecido demais com 2013 pra não ser visto. Há mas nos EUA, com a mobilização, os Democratas estão agora apresentando um Projeto pra mudar as Polícias. Mas quem disse que isto não faz parte das narrativas? As narrativas que comandam as redes, a “globalista” e a protofascista, vem ambas do Centro do Império, e são comandadas pelos “deuses do Vale do Silício” e financiadas pelos “senhores do dinheiro do mundo”. As citações entre aspas, dizem respeito ao documentário “Privacidade Hackeada. Não é possível que a esquerda ainda pense na velha fórmula de marketing de sair do grande grupo de opinião pra chegar ao Indivíduo. Com os instrumentos existentes hoje, o processo de marketing se inverteu, e o fruto mais óbvio deste processo pra nós aqui é Bolsonaro. Mas podia falar também de Junho de 2013. E podia falar também da narrativa invertida daquele #EleNão. Se a esquerda em geral, e o PT em especial, por ser o maior partido, continuar olhando com olhos mecânicos pra era digital, vai demorar muito tempo pra Classe Trabalhadora resgatar e reascender a sua consciência coletiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s