Uncategorized

Com Kenye West, segue a disputa de narrativas que tenta apagar a consciência de Classe dos que trabalham e geram a riqueza do mundo

Me cala fundo na memória uma frase dita no documentário “Privacidade Hackeada” que dizia mais ou menos o seguinte: Se os deuses do Vale do Silício e os donos do dinheiro do mundo não pararem agora, destruirão o mundo.

Estamos falando da guerra hibrida e de sua arma fundamental: a comunicação, ou melhor ainda, a TIC – Tecnologia da Informação e Comunicação.

Das ditas revoluções coloridas no mundo árabe, onde nações inteiras foram destruídas, restando no mapa apenas disputa de tribos e gangues, como no caso da Líbia por exemplo, passando pelo brasileiríssimo Junho de 2013, que trouxe as ruas o tal “combate a corrupção” e que pela narrativa cravou no PT a marca da corrupção que é na verdade do Sistema, passando pelos patos amarelos de 2015 e da derrubada inconstitucional de Dilma em 2016 e a consequente eleição do proto fascista Bolsonaro a Presidência do país, vai se clareando a verdadeira disputa. Dois setores do Capital financeiro internacional estão disputando o poder sobre as riquezas e bens que até então sempre foram considerados da humanidade, mesmo com os capitalistas tradicionais amealhando muitos lucros sobre o trabalho de bilhões de pessoas.

Da cartola, a turma dos imperialistas “nacionalistas” saca um…negro que sempre mostrou de que lado esta. E a ladainha identitária vai ser esparramada pelas redes americanas…e mundiais. Kenye West, das hosts trumpistas, bilionário, será candidato pra amealhar os votos de negros que vazariam de Trump para os democratas. Não vai vazar mais. E não me surpreenderei se o cara não for um candidato “sem partido”.

O jogo de xadrez da burguesia internacional continua sendo jogado através de narrativas que se renovam a cada lance. Já a esquerda mundial, aquela de verdade, que nasceu da necessidade dos trabalham terem representação política, continua só na platéia torcendo erraticamente, isto quando não esta dormindo no berço esplêndido do passado, onde já fomos vitoriosos.

Por hora o futuro esta sendo escrito sem a participação da Classe Trabalhadora e suas representações. Triste realidade.

Será que o movimento dos entregadores de aplicativos havido no começo da semana no Brasil será mesmo uma faísca a reacender a chama da consciência da Classe Trabalhadora?

Longo caminho pela frente. E tem gente achando e acreditando que a próxima eleição é o cálice sagrado a ser encontrado, quando no máximo é um paralelepípedo no longo caminho da retomada.

E quanto aos EUA, não dá pra esquecer que por lá já houve um Presidente Negro. E foi justamente na gestão dele que as guerras hibridas e a espionagem avançaram como nunca no mundo e grandes líderes foram assassinados, e muitas guerras regionais foram instauradas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s