América Latina

Justiça da Bolívia anula mandado de prisão contra Evo Morales

Do RT

Evo Morales. (Foto; Jemal Countess/Getty Images)

O presidente do Tribunal de Justiça Departamental (TDJ) de La Paz, Jorge Quino, informou nesta segunda-feira (26) que decidiu anular a denúncia e o mandado de prisão que pesavam contra o ex-presidente boliviano Evo Morales pelos crimes de sedição e terrorismo.

As autoridades judiciais declararam admissível uma ação de liberdade interposta pela defesa de Morales, considerando que os direitos fundamentais do ex-presidente, como o da defesa, foram violados, afirmou Quino, em entrevista à Unitel.

Morales foi convocado para uma audiência na terça-feira, 27 de outubro. No entanto, a defesa alegou que o ex-presidente não recebeu qualquer citação ou notificação, o que teria sido feito por decreto, ação que se realiza quando não se conhece o endereço do réu e ele estaria no país.

“O ex-presidente foi intimado por editais, quando na realidade os promotores, até a imprensa, sabiam que o homem já morava na Argentina”, disse Quino. (…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s