Uncategorized

Tomamos um golpe. Engolimos o golpe. A toxidade do golpe é destrutiva!

Publico ais um brilhante artigo da Malu Aires. Que diz muito mais, mas que menciona o tal hacker que não tinha nem condições técnicas e nem materiais para fazer o que dizem que teria feito. O caroço é tão grande que não sobra nem angú. Até aí o meu comentário.

O Hacker Delgatti

Leia a seguir o artigo da Malu:

Tomamos um golpe. Engolimos o golpe. A toxidade do golpe é destrutiva. A blogosfera aposta na delação do hacker que quer ser herói. Pra ser heroi de lulistas, o hacker precisa delatar um petista. O hacker não explica o que entende sobre “traição”. O instinto moral do hacker com passado mais misterioso que Adelio é a bússola que apontará todos os dedos pro próximo petista a ser eliminado do jogo. Qual petista? O jogo de poder já se organiza numa grande frente contra o PT. Os Democratas estadunidenses devem uma Petrobras de “thank you” pros tucanos. Com PSDB, institutos liberais, generais tuiteiros e toda a gente da direita que enviou Bolsonaro rampa acima, um progressismo manco da perna esquerda avança sobre a militância petista. “Quem é o traíra?” Sem direito à defesa, alguém será acusado e cancelado. Todos os petistas que o golpe ainda não atingiu serão atacados pela sua própria militância em rede. Militância que não esperará mais qualquer revelação do STF sobre a LJ ou sobre Lula, mais que a explicação dessa história novelesca. É a toxidade do golpe, subindo pra cabeça e cometendo os crimes que condena – crime de uma mídia sensacionalista que ganha audiência acusando petistas. O ano de 2021 será todo voltado para implosões nas estruturas que ainda sobrevivem, desde 2016. Dos sindicatos, só pó. Dos movimentos, só o que o BBB deixar de lembrança. É a militância o grande alvo do golpe, este ano. Quem sobrevirer à onda de cancelamentos, linchamentos e acusações virtuais, ainda pode ser hackeado e exposto por novos heróis, velhos conhecidos nas máscaras de Guy Fawkes. O general que não merece o oxigênio que falta em Manaus quer contar sua versão da história da prisão de Lula. Segundo ele, um grupo miliciano envolvido em genocídio e estupros no Haiti o procurou. Preocupados com os lucros do tráfico, não queriam índio em Roraima. “O tuíte que colocou o STF de joelhos” não revelou nenhum segredo. O general que está com Jair apoia o genocídio indígena e o ecocídio na Amazônia. Antes que sejam acusados de enfiar a milícia na logística desse massacre sanitário, o general morto-vivo quer passar imagem de durão. Revela a putrefação moral da sua tropa de mamadores de ditadura, como se segredo histórico fosse. O que aconteceu com as Forças Armadas pra trairem o único governo que investiu nelas? Aconteceu que a alta cúpula é vagabunda e investimento significa trabalho. O portal de transparência da época também não tolerava superfaturamento de paçoca e picanha. Tirar a rachadinha de quem traficava madeira e tinha garimpo ilegal na região, era o motivo do chilique da tropa ecocida. O general revelou que queria Lula preso e o motivo vemos na destruição que o golpe deixou. Bolsonaro está em Santa Catarina. Até Adelio gostou de passar férias por lá. Aprendeu a dar uns tiros com Dudu, Carluxo… A família é muito presente no Estado quando a pauta é “armar milícia”. O sonho dos Bolsonaro é transformar Santa Catarina num Vivendas da Barra Pesada. Tão quase lá… Alexandre de Morais mandou prender o deputado que quebrou a placa Marielle. O Supremo sabe se defender, tem instrumentos e tem a instituição máxima para sua autodefesa. O ministro de Temer e do tucanato paulista é aplaudido, enquanto milhões de brasileiros são jurados de morte, todos os dias, pelos decretos do Jair. Há que se conformar porque a justiça tem dono. A justiça não é direito de todos. Pra uns ela é lenta e dolorosa. O Brasil deixou de existir no mapa dos que existem para serem levados a sério. A resistência é o silêncio do justo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s