política

Direita em transe: Para General conselheiro de Moro, Bolsonaro “representa liberdade e democracia” e o PT “nazismo e racismo …”

Lendo este artigo do Jeferson Miola, a gente se dá conta do tamanho da DISTOPIA em que o Brasil se encontra. Um General dizer um troço destes e um Ex Juíz bandido e criminoso lesa-pátria sendo a apoiado a uma Candidatura a Presidência da República ao invés de ser Preso, julgado e condenado por seus crimes contra a Pátria!

Estes caras não só traficam Cocaína em Avião Presidencial, mas andam cheirando alguma coisa bem estragada pelo jeito.

Segue o Artigo do jeferson miola em seu Blog

Jeferson Miola                                    

Sérgio Moro anunciou o general Santos Cruz, seu ex-colega de campanha eleitoral [2018] e de ministério bolsonarista [2019], como um dos conselheiros da provável candidatura presidencial. Não surpreenderá, inclusive, se este general vier a ocupar posto mais alto na chapa, como vice de Moro.

Santos Cruz se “vende” na imprensa e é “vendido” pelo partido dos generais à imprensa – e é “comprado” pela imprensa – como um militar equilibrado, tolerante, democrata, civilizado, respeitoso …

E, claro, com isso ele se camufla como uma falsa “dissidência” do governo militarporque destoa como uma voz legalista e profissional das fileiras militares. Desse modo, se habilita como estepe de substituição para a continuidade do projeto de poder dos militares.

Em peça de propaganda da campanha eleitoral do Bolsonaro em 2018 [vídeo aqui], da qual Santos Cruz foi um dos coordenadores ao lado do então general da ativa Luiz Eduardo Ramos e de outros integrantes [fora-da-lei] do Alto Comando do Exército, o general sacraliza Bolsonaro como democrata e libertário e demoniza o candidato petista Fernando Haddad como nazista, fascista, racista … [sic]:

Meu voto é pro Bolsonaro. Bolsonaro representa a democracia, representa a liberdade. O Haddad representa a ditadura, representa o fascismo, representa nazismo, representa racismo, divisão do país em cores, regiões etc.
Então, é a hora da opção. O gigante acordou. O Brasil vai votar Bolsonaro que é pra reverter esta situação e tirar o atraso do tempo perdido com toda esta gente corrupta”.

Não vem ao caso esclarecer a confusão mental e os conceitos estapafúrdios que decerto sejam incutidos nas academias militares, mas é importante destacar a contaminação ideológica de extrema-direita e de um anticomunismo com cheiro de naftalina nos estamentos militares.

Rosângela Moro, esposa de Sérgio Moro, já disse em precisa síntese e retratando a mais pura verdade, que “Bolsonaro e Moro são uma coisa só”.

Ambos – Moro e Bolsonaro – representam o mesmo projeto de extrema-direita. Apesar de possuírem características pessoais distintas, são duas opções preferenciais do bloco dominante para continuar o mesmo plano que está em andamento. Eles são duas peças essenciais da estratégia anti-Lula que as oligarquias mal apelidam de 3ª via.

Nesta equação política, o general Santos Cruz funciona como uma “dobradiça” do mesmo mecanismo de poder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s