Uncategorized

Miguel Nicolelis fala nas Redes Sociais sobre o tal movimento “Não vai ter Copa” de 2014 e denuncia:

Nicolelis denuncia esquerda quinta-coluna do “Não vai ter Copa”  — Brasdangola Blogue

“Os líderes do tal Não vai ter Copa inclusive queriam melar a cerimônia de abertura também”, disse Nicolelis

Miguel Nicolelis, um dos maiores cientistas do mundo, na Copa de 2014 – Foto: Agência Reuters

Um dos maiores cientistas do mundo na atualidade, o brasileiro Miguel Nicolelis denunciou esta semana a sabotagem à Copa do Mundo de 2014 no Brasil por parte da esquerda quinta-coluna do imperialismo.

“Imagina nós que preparamos uma demonstração científica inédita para a abertura da Copa e sofremos ataque da mídia de SP porque nada podia dar certo naquela Copa no Brasil. Os líderes do tal Não vai ter Copa inclusive queriam melar a cerimônia de abertura também”, comentou no Twitter.

Nicolelis escreveu o comentário em resposta à repercussão da pesquisa realizada pelo perfil “Gringa Brazilien” e publicada no Twitter na última quarta-feira (24), revelando como o imperialismo financiou a campanha contra a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

A Fundação Ford (uma fachada da CIA) financiou os tais “comitês populares da Copa” ─ dos quais participavam Guilherme Boulos e o MTST ─, principais responsáveis por protestos contra a Copa do Mundo. Junto a essa campanha, a imprensa nacional e internacional fizeram uma série de propagandas negativas visando atacar o governo Dilma Rousseff (PT). Os protestos de Boulos e do comitês populares da Copa (financiados pela Fundação Ford), a partir de 2013, foram realizados sob o slogan “Não vai ter Copa”.

Para a abertura do evento, na Arena Corinthians, em São Paulo, o neurocientista apresentou os resultados de sua pesquisa com um jovem paraplégico utilizando um exoesqueleto que o possibilitou dar um chute em uma bola. Foi uma demonstração do desenvolvimento científico do Brasil, boicotada pela imprensa e pelas organizações imperialistas.

“Foi chocante. Todos os colegas do exterior que fizeram parte do nosso time de pesquisadores ficaram estarrecidos com a forma com que fomos tratados. Parecia que torciam para nada dar certo. Mas quebraram a cara. Resultados quando publicados tiveram repercussão explosiva em todo o mundo”, desabafou Nicolelis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s