Petróleo/soberania nacional

“Nesta eleição escolheremos entre um Brasil soberano ou submisso”, diz Guilherme Estrella, ex-diretor da Petrobrás 

“Como podemos recuperar a soberania? Só com o povo brasileiro. Temos que trazer o povo para junto de nós”, disse o ex-diretor da estatal em evento com Lula e Gabrielli Fonte: “Nesta eleição escolheremos entre um Brasil soberano ou submisso”, diz Guilherme Estrella, ex-diretor da Petrobrás

“Nesta eleição escolheremos entre um Brasil soberano ou submisso”, diz Guilherme Estrella, ex-diretor da Petrobrás  — Brasdangola Blogue


 
O ex-diretor da Petrobrás Guilherme Estrella afirmou, durante um debate sobre a política de preços da Petrobrás e o futuro da empresa, que o desmonte da companhia precisa ser revertido e destacou que as eleições presidenciais deste ano definirão a escolha “entre um Brasil soberano e um Brasil submisso para as próximas décadas”. O debate, realizado nesta terça-feira (29) contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), do ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli, além da presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), e de José Maria Rangel, do setorial de energia do Partido dos Trabalhadores (PT).

“Temos que recuperar a soberania nacional. Por que a Petrobrás é importante? Não é porque é uma companhia, é porque ela nasceu nas ruas. A Petrobrás tem a alma do povo brasileiro. A Petrobrás precisa ser destruída porque com a destruição da Petrobrás esses caras destroem nosso sentimento de autoconfiança nos nossos cidadãos, nossos profissionais. Esse é o grande desafio que nós temos”, disse Estrella.

“Como podemos recuperar a soberania? Só tem um jeito: é com o povo brasileiro. Temos que trazer o povo para junto de nós. Nessas eleições não escolheremos entre duas visões de país. Nessas eleições só terão na balança dois pratos: em uma estará o Brasil soberano e no outro o Brasil colonizado. Escolheremos entre um Brasil soberano e um Brasil submisso para as próximas décadas”, completou. 

O ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli ressaltou a importância da Petrobrás para a segurança energética do Brasil  e para a construção de um “projeto de nação”.  “Não há nenhuma grande nação do mundo que não tenha a segurança energética como elemento chave do seu projeto de nação. Os Estados Unidos fazem guerra para garantir sua soberania e sua segurança energética. A Europa faz guerra para garantir sua soberania e sua segurança energética. A China faz para garantir sua soberania e sua segurança energética e segurança nacional. Não há nenhuma nação grande que abandone sua segurança energética. Segurança energética significa não somente acesso às fontes de energia, mas a capacidade do povo ter acesso a elas, o que significa preço”, afirmou

Ainda segundo ele, “não é à toa que hoje, com os preços internacionais do petróleo altos, a maioria dos grandes países têm adotado políticas para evitar o impacto disso sobre sua população. A Europa vive uma crise dramática com o aumento do custo de energia e combustíveis. O mundo está apontando que não dá para esquecer que petróleo, gás e energia elétrica não podem ser tratados como mercadorias quaisquer. O Estado é fundamental para viabilizar acesso a essas fontes”, destacou

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s