energia/privatização/Rio Grande do Sul

Saiba como o Governo do RS rouba a Luz e Água dos gaúchos pra entregar para ricos empresários

Depois de literalmente entregar a CEEE Distribuição pela merreca de R$ 100 mil reais, Eduardo Leite e seu delegado estafeta pretendem entregar a CEEE Geração por outra ninharia.

Em 2020, na 1ª intentona criminosa de Eduardo Leite para entregar a CEEE, publiquei aqui o artigo “Escondido pelas Sombras da pandemia, Governo do RS anuncia privatização de 13 hidrelétricas e reservatórios públicos de água,” que mostra que além da Energia elétrica que faz a economia do Estado e a gente poder ter luz em casa, a venda da CEEE – Gerações significa também entregar mega reservatórios de água a Iniciativa privada. E notem que ele quer vender também a CORSAN, que é a distribuidora de Água. Imagina a Equatorial ou alguma empresa chinesa dona da geração e distribuição de energia e também da água e de sua distribuição.

Em qualquer País Desenvolvido do Mundo, Energia e Água são Estratégicas e ficam nas mãos dos Governos. Isto acontece até nos EUA, onde a Energia e as barragens são controladas pelas Forças Armadas, e portanto pelo Estado.

Mas chega da prosa do blogueiro e vamos para as razões, com dados técnicos, pra explicar por que é um Roubo o que esta acontecendo.

O texto a seguir é da SETORIAL ESTADUAL DE ENERGIA E RECURSOS MINERAIS DO PT

O Terceiro Capítulo da Destruição

Usina Leonel de Moura Brizola, no rio Jacuí, opera desde 1962 e é uma das 12 unidades que teve concessão renovada para operar até 2042 – Arquivo Nacional Barragens deste tipo foram erguidas com a contribuição de cada Gaúcho, que pagava mensalmente um valor a mais na Conta de Luz, até fechar o valor da Usina. E foi assim, de forma cooperada com o povo, que se ergueu a CEEE, que Eduardo Leite e Ranolfo agora entregam por bagatela em operações no mínimo “estranhas”

      No dia 08/07/22 o Governo do Estado publicou o segundo Edital do Leilão para a venda da CEEE-Geração. Pretende executar o terceiro capítulo da destruição da presença do Estado no fundamental setor da Energia Elétrica.

     Empresa superavitária, a CEEE-G no ano de 2021 apresentou lucro líquido de R$ 210 milhões. Possui um expressivo parque gerador: com suas próprias unidades, produz 909 MW; consorciada em outros empreendimentos gera mais 344 MW, totalizando 1253 MW.

      Quase a metade de sua geração própria é entregue como “cota”, com tarifa em torno da metade da praticada pelo mercado livre. Privatizada, essa energia dobrará de valor, prejudicando os consumidores.

       Tem a CEEE-G um trabalho de manutenção e prevenção de suas barragens, o que não acontece com a iniciativa privada, como nos mostraram os dois enormes desastres no centro do país, há poucos anos atrás.

      São muitos os motivos, como se vê, para que não se aceite a entrega desta importante empresa para a iniciativa privada. Ainda mais quando se vê o preço mínimo vil que o governo Ranolfo/Leite estabeleceu para o leilão.

     O valor definido para o referido certame é de míseros R$ 836,59 milhões, quando em março deste ano, no leilão frustrado por ausência de interessado, era de R$ 1,25 bilhão. A redução de mais de R$ 400 milhões, é de um terço do preço de março sem que qualquer fato, seja econômico ou técnico, a justifique. É, única e exclusivamente, uma conta de chegar para “torrar” o patrimônio público e repassá-lo bem barato para o setor privado. O dinheiro não é do senhor Ranolfo (nem era do senhor Leite), mas de toda a população gaúcha.

   Importante salientar que o valor do primeiro leilão já se constituía em preço abaixo do mercado; vemos isto quando se compara com a venda em 1998 da empresa Gerasul (do Grupo Eletrosul) cujo MW foi vendido por R$ 1,145 milhão (valor atualizado pelo INPC).

Com o preço mínimo de R$ 836 milhões, e considerando os 909 MW de produção própria da CEEE-G, resultará na entrega do MW por R$ 920 mil. Isso representa 20% a menor do que o

valor obtido na venda da Gerasul, que já foi considerada prejudicial aos interesses

públicos por estar subavaliada. Caso consideremos os 344 MW distribuídos em outros empreendimentos nos quais a CEEE-G é acionista, aí o escândalo é ainda maior: o MW estará sendo vendido por apenas R$ 667 mil. Redução de 33%!

   Mas não para aqui a ânsia da entrega do patrimônio público, uma vez que consta no balanço da CEEE-G divulgado em dezembro de 2021, uma reserva de lucro de R$ 530 milhões disponíveis (e que será “doado” ao possível comprador) o que reduzirá o resultado do leilão, efetivamente, para ridículos R$ 306 milhões.

   Isto tudo deve ser visto com muito rigor pelo TCE que ainda está analisando o pedido de redução do valor, mas sofre pressão para que o processo seja analisado de forma açodada, em 45 dias quando o prazo regimental é de 90. Ainda por cima, o processo anda “em sigilo”, absurdo inadmissível pois se trata de dinheiro público; e como demonstramos, de muito dinheiro!                                                                                                                                            

  Esse patrimônio do povo Gaúcho, construído ao longo de muitas décadas, além de ser empresa estratégica e fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado, traz milhões de reais de dividendos para o Governo Estadual, seu acionista majoritário. Trata-se, como demonstrado acima, de explícita malversação do dinheiro público. Uma empresa de setor fundamental da economia, que gera insumo cada vez mais utilizado.

    Convocamos  toda a população gaúcha, e neste momento o Tribunal de Conta do Estado, para que não permita mais este ato de destruição contra a população do nosso estado!

SETORIAL ESTADUAL DE ENERGIA E RECURSOS MINERAIS DO PT

Para ler este artigo, clique

6 pensamentos sobre “Saiba como o Governo do RS rouba a Luz e Água dos gaúchos pra entregar para ricos empresários

    • Privatização mais que tardia. Empresa com péssimo resultado para sociedade, pode estar dando lucro, mas e que custo? Corporativismo de funcionários com salários milionários, usinas sucateadas e barragens sem nenhum acompanhamento podendo ocorrer um desastre a qualquer momento. CEEE Geração deveria ter sido a primeira a ser vendida assim como a CEEE D, “dado é caro essa empresa”, quem escreveu este texto não conhece a realidade destas empresas formadoras de “marajás”.

      Curtir

  1. Parabéns ao jornalista Luiz Muller. É um alento ver alguém colocar, bem claro, para quem estiver disposto a ver, os enormes, monumentais prejuízos impostos aos povos pelas privatizações.

    Dos órgãos da mídia hegemônica e seus comentaristas, nada, absolutamente nada vemos em termos de críticas às doações do patrimônio e riquezas que pertencem a todo o povo.

    Isto, na verdade, não chega a ser surpresa, pois já são mais de 30 anos de doações do que é nosso sob o eufemismo de privatização. Trinta anos em que essa mídia vem escondendo do povo gaúcho e brasileiro que a privatização significa a rapina, a pilhagem daquilo que lhes pertence.

    Essa mídia esconde, faz de tudo para que o povo não se dê conta de que apenas um estrato ínfimo da população é que realmente vai ganhar com as privatizações. Estrato tão pequeno que roça, quando muito, 0,5% da população. Estrato esse que é composto por gente já milionária e bilionária.

    Essa mídia esconde do povo que é ele mesmo que vai pagar os altos lucros que esse estrato vai passar a auferir ao se assenhorear do patrimônio e das riquezas que eram suas.

    Um único reparo eu faria ao texto do nosso jornalista. Seria na frase “Imagina a Equatorial ou alguma empresa chinesa dona da geração […]”.

    Creio que, escrita assim, a frase acaba por colocar água no moinho dessa paranoia criada para nos convencer de que a China quer dominar o mundo e, por isso está a comprar tudo, quando, na verdade, quem quer se adonar das riquezas de todos os povos e dominar todas as nações é o grande capital, independentemente da bandeira que esteja usando como guarda-chuva.

    Escrita assim, turbina a propaganda contra a China e faz milhões de mentes se esquecerem de que as grandes corporações estadunidenses, da Europa Ocidental, do Japão e de outros países capitalistas também estão plenamente atentas à possibilidade de levar sua parte no butim chamado Brasil.

    Em todo caso, reforço meus cumprimentos ao jornalista por sua ênfase em denunciar as altamente nefastas privatizações.

    Curtir

    • Olha, a China é comunista pros seus e tirou 400 milhões da pobreza em 10 anos. Mas pra fora ela opera na lógica hegemônica em cada país. Eu fui da Delegacia Regional do Trabalho no RS de 2003 a 2010 e acompanhei a forma como a empresa chinesa tratava os trabalhadores na construção da Termoelétrica de Candiota. Nada diferente das empresas capitalistas.

      Curtir

  2. O Presidente da República atual é o centro de uma quantidade tão grande de descalabros impensáveis em todos os setores da vida pública! Aqui no RS temos um Governador mais imperial que o próprio Imperador!
    FORA Bozo! FORA LEITE!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s