60% das contratações em 2019 na Região Metropolitana de Porto Alegre foram intermitentes (IHU – UNISINOS)
Porto Alegre

60% das contratações em 2019 na Região Metropolitana de Porto Alegre foram intermitentes (IHU – UNISINOS)

Além dos mais de 400 mil desempregados e trabalhadores informais, 60% das poucas contratações com Carteira são de trabalho “intermitente” com muito menos direitos que os demais trabalhadores. Como é notório que o desemprego não esta caindo, isto significa que trabalhadores contratados pelas regras antigas, ganhando um pouquinho mais e com alguns direitos, estão sendo … Continuar lendo

Dois milhões a menos, mas mídia e governo dizem que houve “crescimento” do número de empregos
economia/trabalho

Dois milhões a menos, mas mídia e governo dizem que houve “crescimento” do número de empregos

Brasil tem 2 milhões de empregos formais a menos do que tinha . E isto são dados do CAGED – do Governo. A estranha matemática neo liberal, que diminui orçamento público é a mesma matemática que diminui salários, direitos e empregos dos trabalhadores, mas tira uma fotografia de parte da conta e aí aparece soma … Continuar lendo

Trabalho precário com carga horária e salários menores são 1/4 de todos os empregos gerados em 2019, mostra Estudo do…Bradesco
Uncategorized

Trabalho precário com carga horária e salários menores são 1/4 de todos os empregos gerados em 2019, mostra Estudo do…Bradesco

A matéria a seguir é do PODER 360. Mas dá conta da tragédia em que o Brasil esta entrando. O suposto crescimento do número de empregos em 2019 esconde o que era de se esperar. O empresariado esta demitindo quem ganha mais, reduzindo as horas extras de funcionários e contratando trabalhadores com “carga horária intermitente” … Continuar lendo

Aumenta o desemprego e o Brasil tem novo recorde no número de trabalhadores informais, sem direito nenhum, diz IBGE
Uncategorized

Aumenta o desemprego e o Brasil tem novo recorde no número de trabalhadores informais, sem direito nenhum, diz IBGE

A pesquisa contabilizou 11,9 milhões de trabalhadores sem carteira assinada no setor privado. São 280 mil a mais, se comparados com o trimestre anterior, 12,4 milhões estão desempregados e 27,1 milhões aparecem como população subutilizada que trabalham menos do queriam ou poderiam, visto a precarização da legislação, como o tal “trabalho intermitente”. A Matériaé da … Continuar lendo

Rio Grande do Sul está entre os campeões na contratação de intermitentes (por Rodrigo Trindade e Volnei Picolotto)
Uncategorized

Rio Grande do Sul está entre os campeões na contratação de intermitentes (por Rodrigo Trindade e Volnei Picolotto)

Rodrigo Trindade e Volnei Picolotto (*) O trabalho intermitente oferece bem acabada opção de contratação com baixo salário, muita insegurança e já está espraiado para os mais diversos setores. No estado mais meridional do Brasil, o mais precário dos novos contratos trabalhistas vem crescendo forte. E isso não está sendo bom para a economia. Apresentado … Continuar lendo

MP 881: O QUE RESTA DE DIREITOS TRABALHISTAS ACABAM AQUI. TRABALHO ESCRAVO LEGALIZADO EM PLENO SÉCULO 21!!
Luta de classes/trabalho

MP 881: O QUE RESTA DE DIREITOS TRABALHISTAS ACABAM AQUI. TRABALHO ESCRAVO LEGALIZADO EM PLENO SÉCULO 21!!

Sob o nome de “Liberdade Econômica” a MP 881 liquida com o que restam de direitos trabalhistas após a famigerada Reforma Trabalhista de Temer. Se na Reforma de Temer o trabalho intermitente e outras formas de precarização já levaram a legalização de situações de trabalho análogo a de escravo, a MP 881 aprofunda a desregulamentação … Continuar lendo

Análise de um ano da reforma trabalhista
trabalho

Análise de um ano da reforma trabalhista

A geração de novos empregos foi pequena, o salário mínimo tende a se tornar ‘salário-teto’ com o trabalho intermitente, houve aumento da informalidade e das fraudes ao vínculo de emprego, entre outras constatações   Por Marina Sampaio e Paula Freitas de Almeida Créditos da foto: (Marcelo Camargo/Agência Brasil) A reforma trabalhista foi justificada pela necessidade de … Continuar lendo

Ronaldo Nogueira tem que explicar desmandos no Ministério do Trabalho e legalização do Trabalho Escravo
corrupção/trabalho

Ronaldo Nogueira tem que explicar desmandos no Ministério do Trabalho e legalização do Trabalho Escravo

O ex-ministro do Trabalho e deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB-RS) deve explicações ao povo gaúcho e à sociedade brasileira sobre os desmandos que caracterizaram a atuação do seu partido à frente do ministério desde 12 de maio de 2016, quando começou o governo ilegítimo Temer após o golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff (PT). … Continuar lendo

Mídia confirma denúncias do Blog: Empregado intermitente poderá ter de pagar para trabalhar
trabalho/Trabalho Escravo

Mídia confirma denúncias do Blog: Empregado intermitente poderá ter de pagar para trabalhar

A gente escreveu aqui e o Estadão e o Jornal do Comércio confirmam:Trabalho Intermitente é só apelido de trabalho escravo. Segue a matéria do Estadão: A Receita Federal divulgou nesta segunda-feira (27), as regras para o recolhimento da contribuição previdenciária dos trabalhadores intermitentes cujo rendimento mensal ficar abaixo do salário mínimo. Esta é uma situação … Continuar lendo

Mais exemplos de “Trabalho intermitente” e quem ganha com ele!
trabalho/Trabalho Escravo

Mais exemplos de “Trabalho intermitente” e quem ganha com ele!

A “Deforma trabalhista” levou o Brasil de volta aos tempos da escravidão. O “trabalho intermitente” é uma das 119 atrocidades cometidas contra o direito dos trabalhadores. No card, mais um exemplo e tende a piorar. O que antes eram horas trabalhadas por trabalhadores que recebiam adicional por trabalho em fins de semana e feriados, dentro … Continuar lendo