Cinco novas ferramentas semióticas de manipulação em tempo de paz de cemitério
comunicação

Cinco novas ferramentas semióticas de manipulação em tempo de paz de cemitério

Do CineGnose por  Wilson Roberto Vieira Ferreira O Jornalismo possui duas funções no Sistema: alarme (“jornalismo de guerra”) e autorregulação sistêmica (unir o jornalismo à linguagem publicitária e do entretenimento em períodos de “paz” – de cemitério – para manter o equilíbrio e normalidade do cotidiano). Desde o desfecho bem-sucedido da guerra híbrida brasileira com … Continuar lendo

Depois das revelações de Greenwald, jornalismo brasileiro deveria estar de luto (Por Mário Rocha)
Uncategorized

Depois das revelações de Greenwald, jornalismo brasileiro deveria estar de luto (Por Mário Rocha)

No Diario do Centro do Mundo  O jornalismo brasileiro deveria estar de luto. No mínimo, ruborizado, com vergonha de ir comprar pão na padaria. Precisou que um jornalista gringo revelasse o que há muito se desconfiava, mas que a imprensa tradicional brasileira sempre se negou a investigar, ou seja, que a Lava-Jato é uma farsa … Continuar lendo

Carlos Wagner mostra por que “Gilette press” é velho caminho fácil para as novas fake news
comunicação/mídia

Carlos Wagner mostra por que “Gilette press” é velho caminho fácil para as novas fake news

Nos tempos das máquinas de escrever o repórter gillette press se consolidou nas redações. Foto: divulgação O Jornalista Carlos Wagner em artigo no seu blog, mostra como deveriam atuar os jornalistas  que pretendem ter compromisso com a verdade. Nos tempos românticos do jornalismo, existia uma expressão nas redações que todo o repórter fugia dela: “Gillette … Continuar lendo

mídia

Afiliada da Globo desrespeita acordo e causa prejuízo ao Sindicato dos Jornalistas do RS

Já são R$ 160 mil referentes a taxa negocial, obrigação legal da empresa, que não são repassados para a entidade representativa. Para uma empresa como a RBS, citada por delatores nas maracutaias da operação Zelotes, por corrupção com o objetivo de reduzir multa de R$ 15 milhões junto ao CARF, este valor é uma mixaria. … Continuar lendo

Em um paragrafo, o cineasta Otto Guerra mostra quem libertou a serpente do mal
Fascismo/golpe/mídia

Em um paragrafo, o cineasta Otto Guerra mostra quem libertou a serpente do mal

Muitos Jornalistas foram agredidos durante o Ato anti fascista e contra a censura do Santander sobre a exposição Queermuseu. Entre os quais uma fotógrafa da RBS. Um jornalista da golpista e envolvida na Zelotes, emitiu nota questionando e levou a bordoada do Otto Guerra, que publico aqui. Em poucas palavras, a verdade escancarada. A serpente … Continuar lendo

Brasil/mídia/Uncategorized

HANNAH ARENDT E OS CADÁVERES NO ARMÁRIO DO JORNALISMO BRASILEIRO

Do Controvérsia Lúcio de Castro – Al­gumas poucas pes­soas, al­gumas poucas obras e al­guns poucos gestos podem ter a força de mudar o curso das coisas. Na eterna dis­cussão sobre a pre­va­lência dos pro­cessos his­tó­ricos sobre in­di­ví­duos, tendo a con­cordar com di­versos ar­gu­mentos de quem acre­dita nisso. Ex­ceto para al­guns, esses muito poucos que car­regam … Continuar lendo

Uncategorized

Chinelagem jornalistica: Globo cita Aécio e depois retira citação

Em delação, Delcídio teria citado Renan Calheiros e Aécio Neves; O Globo online coloca os dois na chamada. Reparem que na tal “delação” (não premiada ainda, ao que tudo indica) não há menção a petistas. Resultado: O Globo se “arrepende” e tira os dois . É o método Globo de jornalismo, ou melhor, jornalixo. Com … Continuar lendo