Uncategorized

MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS

O Cadastro Geral de Emprego e Desemprego – CAGED- é o registro das admissões e demissões no mercado formal de trabalho e é alimentado pelas empresas responsáveis pelas contratações. Em verdade, o CAGED é o registro de contrato de trabalho que o trabalhador tem registrado em sua Carteira de Trabalho e Previdência Social  (CTPS).  Neste ano, em apenas 5 meses já batemos todos os recordes históricos de Contratação Formal desde a criação do CAGED. Bom para a economia por termos mais trabalhadores recebendo salários e portanto mais gente com poder de consumo. Se temos mais consumo, mais empregos são nescessários para produzir isto que estes novos contratados consomem. Por outro lado, também ganha o Sistema de Seguridade Social, pois muitos destes que agora se somam aos contratados formais, antes estavam na informalidade, não contribuiam para o sistema e portanto não estavam protegidos pelo mesmo. Ganham todos. A nação esta se desenvolvendo com distribuição de renda e inclusão, o que é fundamental para uma nação que busca o desenvolvimento permanente. É esta a marca principal do governo Lula: Desenvolvimento com distribuição de renda. E não há melhor forma de distribuição de renda que a geração de postos de trabalho com todas as garantias e direitos que um trabalhador deve ter. Reproduzo abaixo matéria do Sitio do Ministério do Trabalho e Emprego sobre o tema.

//

Geração de empregos bate quinto recorde consecutivo

Com 298.041 novos empregos criados em maio, Brasil alcança o melhor período de geração de empregos em toda a sua história. No ano, cresce em mais de 1,2 milhão o número de novos postos de trabalho com carteira assinada

Ministro Lupi prevê novos recordes de emprego

Brasília, 21/06/2010 – Em maio, 298.041 brasileiros entraram para o mercado formal de trabalho em novos empregos com carteira assinada, número recorde para o período, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego anunciados nesta segunda-feira (21) pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Com o resultado, o Brasil chega à marca de 1.260.368 novos postos de trabalho em 2010, recorde absoluto alcançado com o registro de cinco recordes mensais consecutivos, entre janeiro e maio, fato inédito em toda a série histórica do emprego formal celetista no país. Assim, o número de trabalhadores brasileiros com carteira assinada chega a 34.261.387, marca jamais alcançada.

“Chegamos a 13.013.131 empregos gerados durante o Governo Lula. E o Brasil continuará crescendo e batendo recorde de empregos. Este ano temos dois fatores sazonais importantes para o crescimento do setor de Serviços, que são a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Em junho podemos chegar a 320 mil empregos, superando o recorde histórico para todos os meses, que é de 309 mil. E no segundo semestre os resultados continuarão positivos, beirando sempre os recordes de cada mês e fechando o ano com PIB em cerca de 7,5%”, analisa Lupi.

Em maio, todos os 25 subsetores de atividade econômica expandiram o nível de emprego, com 14 deles revelando saldos recordes. Entre os setores, os destaques em números absolutos ficam com Serviços (86.104), Agricultura (62.247), Indústria de Transformação (62.220), Comércio (43.465) e Construção Civil (39.082).

“O Brasil não é só a indústria, que até vem crescendo bem e está com 82% da capacidade estabelecida, e pode crescer mais. Serviços, Comércio e Construção Civil foram os setores que mais cresceram nos últimos tempos. Em junho, julho e agosto haverá crescimento no setor agropecuário no Centro Oeste e em São Paulo; a Construção Civil cresce há 7 meses seguidos; e o varejo cresce, o que aponta crescimento no Comércio e em serviços”

Em termos geográficos, houve expansão do emprego em todas as regiões, com saldos recordes no Nordeste (45.827), Sul (34.080) e Norte (11.959), e os segundos melhores saldos no Sudeste (189.501) e Centro-Oeste (16.674). Entre as Unidades da Federação, 25 obtiveram expansão do nível de emprego, com 11 registrando saldos recordes, cinco das quais da região Nordeste. No conjunto das nove Áreas Metropolitanas consideradas, foram criados 100.071 novos postos, recorde decorrente da geração inédita em oito delas. No interior destas regiões foram registrados 147.806 postos.

“Chegaremos ao fim do governo Lula com 15 milhões de novos empregos gerados, entre celetistas e estatutários civis e militares. E o Brasil será campeão da Copa do Mundo”, prevê o ministro Carlos Lupi, sempre otimista.

Confira todos os dados do Caged.

7 pensamentos sobre “MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS

  1. Pingback: MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS « Luizmuller's Blog | Jornal do Brasil

  2. Pingback: MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS « Luizmuller's Blog | Veja, Brasil

  3. Pingback: MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS « Luizmuller's Blog | Olha Brasil

  4. Pingback: MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS « Luizmuller's Blog | Veja, Brasil

  5. Pingback: MAIS EMPREGOS COM DIREITOS GARANTIDOS « Luizmuller's Blog | Veja, Brasil

  6. Parabéns Luiz mais uma vez. Os esclarecimentos que faz em teu blog simplificam para nós o entendimento de algumas atividades.

    Jacqueline Sanchotene.

    Curtir

  7. Parabéns Luiz mais uma vez. Os esclarecimentos que faz em teu blog simplificam para nós o entendimento de algumas atividades.

    Jacqueline Sanchotene.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s