Reforma Agrária/Uncategorized

MST volta a ocupar área do Estado em Charqueadas, no RS

A maioria dos Sem Terra que participa da ocupação é oriunda de acampamentos da região Metropolitana. (Fotos: Divulgação/MST)

Do RS Urgente

Por Catiana de Medeiros

Cerca de 500 pessoas ligadas ao MST ocupam, desde a madrugada desta segunda-feira (14), o Horto Florestal Carola, da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE), situado no município de Charqueadas, na região Metropolitana de Porto Alegre (RS). Segundo os Sem Terra, a ocupação tem como objetivo pressionar para o cumprimento de Termo de Compromisso assinado, ainda em 2014, pela CEEE e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

O documento revela o interesse do Incra em comprar o horto, que tem 1080 hectares, para assentar famílias acampadas no estado. Para isto, a CEEE precisaria retirar a vegetação e tocos de árvores do local, onde também haviam embalagens cheias e com resíduos de Arseniato de Cobre Cromatado. Este produto é considerado tóxico e era utilizado na Usina de Preservação de Madeira, que deixou de funcionar no ano de 2013.

MST quer cumprimento de Termo de Compromisso assinado, em 2014, pela CEEE e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

O termo, de caráter “irretratável e irrevogável”, registra ainda o interesse da CEEE em se desfazer da área, uma vez que, conforme alegado pela própria companhia, não pretende mais utilizá-la para a sua atividade-fim – florestamento de árvores para a fabricação de postes. Atualmente, apenas funcionários de uma empresa de segurança estão no local. À época, a empresa e o Instituto tinham 60 dias para o cumprimento do compromisso, contudo, o prazo não foi respeitado.

“O governo do Estado não criou nenhum assentamento nos últimos anos, sendo que há áreas, como esta, com características para isso. Queremos que o acordo entre a CEEE e o Incra seja cumprido, e que a área seja destinada à reforma agrária para podermos produzir nossos alimentos”, diz o acampado Laerte Lima, que lembra que esta é a terceira vez que o Movimento ocupa o imóvel desde 2014.

A maioria dos Sem Terra que participa da ocupação é oriunda de acampamentos da região Metropolitana. Famílias que estavam acampadas até o final do mês de outubro em outra área da CEEE, em Candiota, também estão na mobilização. Segundo os trabalhadores rurais, a área da companhia na região da Campanha também estava encaminhada para a reforma agrária quando ocorreu o despejo – as famílias estavam acampadas há quase 2 anos no local.

Um pensamento sobre “MST volta a ocupar área do Estado em Charqueadas, no RS

  1. Dois pesos e duas medidas: A piscina do Lula e a filha do Alckmin
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/11/14/dois-pesos-e-duas-medidas-a-piscina-do-lula-e-a-filha-do-alckmin/

    “E VAI PISCINA DO ALVORADA, VAI MANSÃO EM PUNTA DEL LESTE, VAI BARQUINHO DE LATA, VAI SITIO EM ATIBAIA, VAI FAZENDA EM SÃO CARLOS, VAI TRIPLEX NO GUARUJÁ, VAI EMPRESA TELEFÔNICA, VAI FRIGORÍFICO, VAI A PUTAQUETEPARIU!

    NENHUMA PALAVRINHA DO SERRA, DA FILHA DO ALCKMIN, DO CHEQUE NOMINAL DE HUM MILHÃO, DOS CARAI A QUATRO! …”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s